Vista das coberturas valorizam apartamento em 25% na Baixada Santista | MERCADO IMOBILIÁRIO BAIXADA SANTISTA

O preço de uma cobertura para apartamentos em andares mais baixos pode ser 25% maior. Em pavimentos próximos ao terraço, a valorização do imóvel pode chegar a até 20%. A estimativa foi dada pelo engenheiro civil e diretor da construtora Engeplus, Roberto Barroso Filho.

Para ele, este aumento é a soma do valor inicial do imóvel com o que a pessoa está disposta a pagar para ter uma vista limpa da cidade, sem ter prédios para atrapalhar a visão.

Mesmo com um preço elevado, o engenheiro civil garante que estes apartamentos são os mais procurados e os primeiros a serem vendidos quando algum empreendimento começa a oferecer seus imóveis.

Contudo, os gastos podem ser excedentes. De acordo com Sthefano Lopes, Diretor Comercial da R3 Real Estate, a cobertura mais cara em Santos custa em torno de R$ 19 milhões.

Ele garante que mesmo com o preço alto, este tipo de apartamento está sendo mais vendido após a pandemia justamente pelas famílias contarem com um espaço externo privativo.

Barroso revela que a prefeitura não limita as construções pela sua altura. Mas é preciso respeitar os recuos entre uma construção e outra para que tenha passagem de ar. Ainda assim, por não haver mais espaços no município, atualmente é difícil construir um grande prédio. “Para isso, é preciso comprar muitos terrenos”, afirma.

O principal limitador de acordo com o diretor da Engeplus são as normas do Comando da Aeronáutica (COMAER), que autoriza a construção de edifícios de até 40 metros na cidade, para existir um cone de aproximação de aeronaves com aeroporto localizado em Guarujá.

Na Baixada Santista, o edifício mais alto está localizado em Praia Grande, as duas torres do Jardim do Mar contam com 150 metros de altura. Em Santos, o Hellbor Offices São Vicente é o empreendimento mais alto, com 144 metros.

Para saber mais sobre o setor, que é tão importante para o desenvolvimento na Baixada Santista, o Grupo Tribuna realizou no dia 4 de julho o Summit da Construção. O evento contou com painéis e palestras apresentados por convidados para levantar a discussão de vários assuntos relacionados à construção civil.


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar