Vídeo mostra três homens arrastando tubarão para dentro de barco em praia de SP | Santos e Região

Um vídeo obtido pelo g1 mostra três pescadores puxando uma rede de pesca com um tubarão enroscado e preso, na tarde do último domingo (21), na Ponta da Praia, em Ilha Comprida, no litoral de São Paulo. Nas imagens (veja acima), é possível ver os homens colocando o animal dentro de um barco. Não há detalhes sobre o que foi feito com o tubarão.

O biólogo do projeto Elasmocategorias e integrante do Laboratório de Ictiologia e Conservação de Peixes Neotropicais (Unesp), Paulo Santos, disse ao g1 que o animal que aparece nas imagens é da espécie Carcharhinus brevipinna, conhecido como tubarão de galha preta.

Segundo ele, trata-se de uma espécie costeira, que durante o verão dá a luz aos filhotes na região, e que capturas iguais a essa todos os dias. O biólogo explicou, ainda, que a captura e comércio do tubarão dessa espécie é permitida.

Biólogo explicou que animal que aparece nas imagens é conhecido como tubarão de galha preta. — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Um pescador, que preferiu não se identificar, contou que os pescadores armaram a rede e saíram da água, mas viram o objeto sendo arrastado com muita velocidade. “Resolveram voltar ao mar, estavam a cerca de 200 metros da faixa de areia e começaram a recolher a rede. O animal estava agonizando e morreu na beira da praia, quando eles arrastaram para fora da água e o colocaram dentro do barco. Foram três homens para tirar ele de dentro da água.”

Ainda de acordo com o biólogo, o processo de respiração dos tubarões é diferente dos demais animais marinhos e, alguns minutos fora da água, na maioria das vezes, leva o animal a óbito.

O g1 entrou em contato com o Ibama, a Marinha e a Prefeitura de Ilha Comprida, mas não obteve retorno até a publicação da reportagem.

Criança ferida
Na última semana, um menino de 11 anos foi ferido após por um animal ainda não identificado enquanto brincava no mar em Ilha Comprida. Em um primeiro momento, a prefeitura, com base em informações do Corpo de Bombeiros, afirmou que o menino havia sido vítima de um tubarão. No dia seguinte, porém, a informação foi corrigida e levantou-se a hipótese do contato ter sido com uma ‘raia ticonha’, mas as investigações para esclarecer o incidente continuam.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar