Turista de 26 anos morre ao lado de piscina de cobertura durante comemoração de aniversário de namoro | Santos e Região

O atendente Felipe Alves, de 26 anos, morador da capital paulista, foi encontrado morto ao lado da piscina de uma cobertura de um prédio em Guarujá, no litoral de São Paulo. Segundo o namorado da vítima relatou ao g1 nesta quarta-feira (6), os dois estavam no município em comemoração ao aniversário de três anos do relacionamento deles.

O namorado do atendente, um vendedor de 29 anos, que prefere não se identificar, relatou que tudo aconteceu muito rápido, enquanto ele e o companheiro estavam na casa de uma amiga, na área da piscina. Nesse dia, eles completavam três anos de namoro, e estavam na cidade em comemoração à data.

“Foi muito difícil. Estávamos primeiro na praia, bebendo o que era de costume por nós dois, gin com energético. Encontramos uma amiga na praia, fomos para o apartamento dela, e estávamos curtindo a piscina. Pedimos outra garrafa de gin, e chegou pelo aplicativo de comida. Descemos para buscar e subimos, mas a loja havia esquecido de entregar o gelo. Aí, quando o entregador voltou, eu e minha amiga fomos buscar o saco de gelo. Quando voltamos, ele [Felipe] já estava no chão se tremendo, e entrei em desespero”, conta o rapaz.

Em seguida, o namorado do atendente ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e acionou a Polícia Militar. “Ele estava com excreções saindo pelo nariz e tremendo. O virei de lado, gritei pelo nome dele e fiz respiração boca a boca e massagem cardíaca. Foi quando o entregador subiu com a polícia e chegou o Samu. Na casa, não havia nenhuma droga, nem nada”, diz.

À Polícia Civil, os policiais militares informaram que estavam em patrulhamento pela região, quando foram abordados por um motoboy, que não quis se identificar, relatando que foi fazer uma entrega no prédio e foi informado que havia uma pessoa desmaiada e sem sinais vitais no apartamento. Os policiais foram conduzidos ao local pelo motoboy e recebidos pela amiga do casal, que estava muito nervosa e os conduziu até a cobertura, onde a PM avistou Felipe, já desacordado, ao lado da piscina.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que uma unidade do Samu foi acionada às 20h27 de sábado (2), e chegou ao local de atendimento às 20h34. A vítima apresentou um quadro de parada cardiorrespiratória. A equipe do Samu explica que não mediu esforços para reanimar o paciente, mas não foi possível. A vítima veio a óbito no local.

“É um trauma muito grande para mim, e para a família. É difícil aceitar que um menino tão novo morreu assim, de uma forma tão trágica. Ele nunca reclamou de nenhuma dor que poderia indicar que ele tinha alguma doença. Foi uma fatalidade que não consigo entender até agora. Voltei para casa sem meu amor, na comemoração dos nossos três anos de namoro. Muito triste”, diz.

O jovem e a amiga prestaram depoimento na delegacia. De acordo com o namorado da vítima, ele e Felipe estavam com planos de noivar e comprar apartamento no fim do ano. O atendente não havia feito exames no coração recentemente, e nem tinha acompanhamento médico, para saber se tinha alguma doença pré-existente.

O caso foi registrado como morte suspeita pela Delegacia Sede de Guarujá, que prossegue com as investigações. A Polícia Civil informou que o corpo não apresentava ferimentos externos, e aguarda exame necroscópico para definir o motivo do óbito. No atestado de óbito ao qual o g1 teve acesso, a morte foi definida como causa natural.

VÍDEOS: As notícias mais vistas do g1


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar