Sindicato recorre à Justiça para anular a proibição da atividade de quiosques, barracas e ambulantes durante o Réveillon em Santos, SP | Santos e Região

“[A proibição] é uma medida que só prejudica o comércio. Sem os quiosques, os ambulantes clandestinos vão tomar as ruas para fazer o papel dos quiosques, ou seja, as pessoas vão acabar comprando produtos sem procedência, ao invés de comprar dos quiosques, que têm procedência e pagam impostos”, alerta o presidente do SinHores, Heitor Gonzalez.


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar