Secretário dos Transportes Metropolitanos e diretor-presidente da EMTU vistoriam obras da 2ª fase do VLT em Santos | Santos e Região

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Paulo Galli, e o diretor-presidente da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), Marco Antonio Assalve, visitaram os canteiros de obras da segunda fase do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Santos, no litoral de São Paulo, nesta quinta-feira (11), para acompanhar o avanço dos trabalhos.

A segunda fase do VLT, que ligará a Avenida Conselheiro Nébias ao Valongo, prevê 11 trechos de serviços até o primeiro semestre do ano que vem. A previsão de que é ele comece a operar no fim de 2022.

Em entrevista à TV Tribuna, afiliada da Rede Globo, Galli relatou que a Secretaria dos Transportes Metropolitanos vem acompanhando todo o avanço das obras. “Estivemos aqui no fim de setembro, estamos retornando agora, e estaremos aqui em dezembro novamente. O objetivo é acompanhar o andamento da obra, ver todas as questões que envolvem os contratos”, afirmou.

Secretário dos Transportes Metropolitanos e diretor-presidente da EMTU visitaram obras da 2ª fase do VLT em Santos, SP — Foto: Matheus Tagé/Jornal A Tribuna

Segundo explicou o secretário, essa é uma obra complexa, por ser realizada em uma área adensada, com muitas casas. “Então, acompanhamos para garantir a sua execução no prazo correto, para que a gente consiga terminar essa obra dentro daquilo que foi contratado. Continuamos mantendo o prazo [fim de 2022] para entrega e operação, e estamos acompanhando dia a dia o andamento do processo com reuniões agora mensais com a construtora”, destacou.

Galli também afirmou que, apesar de a obra causar transtornos nas localidades onde é realizada, futuramente, trará benefícios à população. “A gente sabe que é uma obra feita durante o dia, envolve as casas, as famílias, as pessoas que moram, também as empresas que estão alocadas por onde vai passar o VLT, mas são necessárias essas obras de infraestrutura, que são as mais demoradas hoje. Então, toda a questão de saneamento, esgoto, e também da drenagem nos trechos em que passarão o VLT serão tratados e trabalhados”.

O secretário ainda informou que vem pedindo para a construtora que melhore os canais de comunicação, para manter a população informada sobre o avanço das obras. “A gente vem buscando melhorar nossa comunicação com a população, porque é uma obra que sabemos que vai trazer grandes impactos positivos para a população, mas até que ela se conclua, traz transtornos”, disse.

Secretário dos Transportes Metropolitanos e diretor-presidente da EMTU vistoriaram obras da 2ª fase do VLT em Santos, SP — Foto: Matheus Tagé/Jornal A Tribuna

O segundo trecho do VLT conta com investimento de R$ 218 milhões do Governo do Estado, e a previsão é de que comece operar no fim de 2022.

Com capacidade para transportar 35 mil pessoas por dia, ligará a Linha 1 Barreiros – Porto (a partir da Estação Conselheiro Nébias) até a região central de Santos. Serão 8 km de extensão e sete trens, com 14 estações nas proximidades de locais de interesse público, como Mercado Municipal, Poupatempo e Terminal Valongo.

Obras fazem parte da expansão do Veículo Leve sobre Trilhos — Foto: Prefeitura de Santos

VÍDEOS: As notícias mais vistas do g1


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar