Santos emite alerta após intoxicações por medicamentos mais que dobrarem neste ano | Mais Saúde

A Secretaria de Saúde de Santos, no litoral de São Paulo, fará um alerta, na quinta-feira (5), após registrar 264 casos de intoxicação por uso indevido de medicamentos na cidade no primeiro bimestre de 2022. Segundo a Seção de Controle e Orientação em Intoxicação (Secoi), os casos registrados representam mais que o dobro no mesmo período do ano passado, quando foram contabilizados 129 casos.

Os casos envolvendo uso indevido de medicamentos lideram entre os atendimentos da Secoi. São cerca de 62% dos casos atendidos no primeiro bimestre de 2022 e 60% em 2021. No Dia Mundial do Uso Racional de Medicamentos, nesta quinta-feira (5), Santos fará um alerta para pessoas de todas as faixas etárias.

Segundo a Secoi, entre as crianças, a ingestão acidental de medicamentos usados por outros familiares é comum, mas também pode ocorrer erro na administração do remédio pelos responsáveis.

A orientação dada pela Saúde é para que os medicamentos fiquem longe do alcance das crianças. Além disso, as doses devem ser aplicadas em ambientes iluminados para facilitar a leitura do rótulo do remédio.

A Seção afirma que, em adultos, as intoxicações ocorrem por erro na dosagem do medicamento, reações adversas e ingestão do medicamento errado por confusão entre as embalagens. A situação também é comum em idosos, que geralmente fazem uso de alguns medicamentos de uso contínuo.

A Secoi orienta que, em casos de intoxicação, o paciente deve ser encaminhado a uma unidade de pronto atendimento, se possível com a embalagem da medicação que provocou o problema.

Segundo a Prefeitura, em 2021 a Secoi atendeu 2.492 casos de intoxicação, sendo 1.565 por uso incorreto de medicamentos, seja de forma acidental ou abusiva.

A taxa de todo o ano foi de 63% de casos nos atendimentos. Crianças e pré-adolescentes (0 a 14 anos) correspondem a 476 dos casos de intoxicação medicamentosa. Já os adolescentes (15 a 19 anos) contabilizam 103 casos, adultos (20 a 59 anos) registraram 640 casos e os idosos, 292.

A Secoi presta apoio dando instruções via telefone à Baixada Santista e Vale do Ribeira, tanto para profissionais de saúde quanto para a população. O serviço também orienta em casos de acidentes com itens cosméticos, produtos químicos industriais e de limpeza doméstica, picadas de cobra, escorpião e aranha. O serviço funciona 24 horas e pode ser acionado pelos telefones (13) 3222-2878 e 0800-722-6001.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar