Santos deve lançar programa de renegociação de dívidas com até 90% de desconto | Santos e Região

Moradores e empresas com pendências financeiras em Santos, no litoral de São Paulo, terão a oportunidade de renegociar as dívidas tributárias municipais com mais facilidade. Isso é o que propõe um projeto de lei municipal para o Refis (Programa de Recuperação Fiscal), que deve ser encaminhado à Câmara Municipal de Santos nos próximos dias.

Segundo a Prefeitura de Santos, o contribuinte que possui inscrição na Dívida Ativa de Santos terá a oportunidade de quitar as pendências com descontos que vão até 90%. A proposta tem o objetivo de facilitar a regularização e renegociação de dívidas tributárias municipais, tanto para pessoa física quanto jurídica com débitos inscritos até o dia 31 de dezembro de 2021.

A intenção é ampliar as condições de pagamento para os moradores e as empresas colocarem as dívidas em dia, tendo em vista a situação econômica dos trabalhadores e empreendedores, agravada na pandemia.

Santos deve lançar programa de renegociação de dívidas com até 90% de descontos em juros e multas — Foto: Prefeitura de Santos

O programa é inovador, segundo a prefeitura, porque abre a possibilidade de bons descontos mesmo com parcelamentos longos. A proposta preve desconto para pagamento à vista de 90% nos valores da multa e dos juros para quem pagar até o último dia do mês subsequente à publicação da lei. Também há a possibilidade de desconto de 70% de quem pagar à vista até seis meses depois da publicação.

Também estão previstos descontos, tanto para multa quanto para juros, para quem resolver pagar a dívida parcelada. Confira as condições:

  • 60% para quem pagar em 12 vezes
  • 50% para parcelamentos que vão de 13 a 24 vezes
  • 40% para parcelamentos de 25 a 36 vezes

Segundo a prefeitura, os honorários serão parcelados junto com a dívida e reduzidos na mesma proporção do principal. São previstos juros de 0,5% ao mês para quem parcelar (valores menores do que os previstos no Código Tributário, que prevê parcelamentos ordinários com juros de 1% ao mês).

A proposta será encaminhada à Câmara de Vereadores nos próximos dias e, de acordo com a administração municipal, o intuito é publicar a lei ainda no mês de maio deste ano.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar