Praias do litoral de SP são monitoradas por drone e banhistas têm acesso proibido à faixa de areia | Santos e Região

A Prefeitura de São Vicente, no litoral de São Paulo, monitora as praias da cidade com auxílio de um drone até sexta-feira (27), entre 8h e meio-dia. As imagens captadas farão parte de um estudo de erosão costeira, que visa mostrar os impactos dos processos oceanográficos na costa, como as ações das ondas, correntes e marés, principalmente devido às ressacas.

A ação coordenada por meio da Secretaria de Defesa e Ordem Social (Sedos) começou na segunda-feira (23). Desde então no horário citado acima as praias analisadas estão proibidas para banhistas.

A restrição, segundo a prefeitura, visa garantir que as leituras feitas pelo drone sejam as mais precisas possíveis, além de evitar riscos aos banhistas em uma eventual queda do equipamento.

Os trabalhos começaram na Rua Japão e no Parque Prainha. Na terça-feira (24) foram realizados voos nas praias dos Milionários e Gonzaguinha. A equipe poderá retornar a alguma praia, caso necessário.

  • Quinta-feira (26): Itararé
  • Sexta-feira (27): Ilha Porchat, Paranapuã, Itaquitanduva e Avenida Tupiniquins.

De acordo com a prefeitura, é a primeira vez que as praias do município receberão um estudo de erosão costeira. Através dele, diz a administração municipal, será possível localizar a presença de processos erosivos, o que permitirá à cidade elaborar um plano de contingência para ressacas, bem como verificar a necessidade de obras estruturais em pontos mais críticos.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar