Polícia pede a prisão temporária do criminoso que executou a tiros um segurança de padaria no litoral de SP; VÍDEO | Santos e Região

A Polícia Civil pediu a prisão preventiva do criminoso que executou um segurança a tiros na porta de uma padaria em Santos, no litoral de São Paulo. Em entrevista à TV Tribuna, emissora afiliada à Rede Globo, o delegado responsável pelo caso explicou que, com o aval da Justiça, Samuel Tylor, de 19 anos, ele terá duas alternativas: se entregar ou será perseguido.

Marcelo Gonçalves, delegado do 5º Distrito Policial (DP) do município, ressaltou que o criminoso será alvo de “diversas operações incitadas [conduzidas] tanto pela Polícia Civil quanto pela Polícia Militar (PM)“, caso não se apresente em alguma delegacia.

A identificação do executor foi feita pela corporação com base nas descrições de testemunhas e nas imagens das câmeras de monitoramento que flagraram o crime.

“Conseguimos saber que o autor tinha algumas peculiaridades físicas. Com essas informações e com a análise das câmeras, concluímos que essas características eram compatíveis com a do suspeito indicado. São duas tatuagens na face“, complementou o delegado à emissora.

Samuel Tylor, de 19 anos, foi identificado como autor do crime registrado em Santos, SP — Foto: Divulgação/Polícia Militar

Conforme apurado pelo g1, a vítima é o segurança Marcos de Oliveira Santos, de 41 anos. Ele trabalhava na panificadora quando foi baleado.

Segundo boletim de ocorrência (BO) registrado no DP mencionado, o criminoso roubou o celular do profissional após os disparos, que o atingiram na cabeça e tórax.

O homicídio aconteceu na manhã desta sexta-feira (22), às 7h56, em Santos, no litoral de São Paulo. A padaria está localizada na Rua Antônio José Rodrigues Guimarães, no bairro Castelo. A vítima trabalhava no local.

Nas imagens, obtidas pelo g1, o segurança Marcos de Oliveira Santos, de camiseta rosa, aparece conversando com outro homem, de boné preto, em frente à panificadora. Samuel Tylor, vestindo um casaco cinza, se aproxima deles com as mãos para trás, escondendo uma arma. Ao chegar mais perto do profissional, inicia os disparos à queima-roupa.

Vídeo mostra segurança sendo executado a queima-roupa no horário de trabalho em Santos — Foto: Reprodução

É possível ver que o segurança tenta desviar dos tiros, mas é atingido e logo cai no chão, de bruços. O criminoso vira a vítima, pega o celular dela, mexe no rosto do homem e foge, deixando o corpo estendido na calçada.

A reportagem entrou em contato com a panificadora Galícia, mas foi informado que o estabelecimento não deseja se posicionar sobre o ocorrido no momento.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar