PM deixa faixa em comunidade dias após facção criminosa ameaçar ‘dar cacete’ em quem empinasse moto | Santos e Região

A Polícia Militar colocou faixas em algumas comunidades de Cubatão (SP) com mensagem para que a população denuncie à corporação qualquer informação que tenha sobre crimes. A ação ocorre pouco depois de faixas atribuídas a uma facção criminosa serem colocadas na região, ameaçando “dar cacete” em motociclistas que façam barulho ou empinem as motos, e também após uma série de atentados contra policiais.

“Não se deixe intimidar. Possui qualquer informação sobre crime? Denuncie, ligue 181 ou 190. Colabore, confie e conte com a Polícia Militar”, diz a faixa colocada pela PM no bairro Vila Esperança, em Cubatão.

A mensagem deixada pela corporação ocorre alguns dias após faixas alertando e ameaçando motociclistas que costumam “bagunçar” nas comunidades se espalharem por algumas cidades da Baixada Santista. As faixas diziam “proibido tirar de giro e chamar no grau. Sujeito a cacete. Não vamos mais aceitar essas coisas na comunidade”, e foram atribuídas ao Primeiro Comando da Capital (PCC).

Além disso, é realizada uma operação em Cubatão, após dois bandidos atirarem contra policiais militares, na madrugada do último dia 28. Dois suspeitos foram identificados, e um deles já foi preso. O comparsa segue foragido, e policiais trabalham para localizá-lo.

Em nota, o Comando do 21º Batalhão de Polícia Militar do Interior informou que, no fim de dezembro de 2021, após denúncia de moradores, foram visualizadas as faixas nas comunidades.

Facção criminosa ameaçou ‘dar cacete’ em quem empinar moto na Baixada Santista — Foto: Reprodução

Segundo a PM, considerando que a mensagem incitava à violência, as faixas foram retiradas pelos policiais e apresentadas no 1º Distrito Policial de Cubatão, onde foram apreendidas pela autoridade de plantão, que registrou boletim de ocorrência.

A corporação informa que o Código Penal Brasileiro, em seu artigo 286, traz o delito de incitação à prática de crime, no caso em questão, o crime de lesão corporal, e prevê pena de detenção de três a seis meses ou multa a quem o pratica.

A Polícia Militar afirma continuará realizando ações no bairro, para coibir o cometimento de infrações, bem como condutas que estimulem a violência, combatendo a criminalidade e preservando a população.

Com relação às faixas referentes ao Disque Denúncia, a corporação afirma que foram instaladas pela PM duas delas no bairro Vila Esperança, Cubatão, onde está sendo desencadeada a Operação Maré Alta, uma na Rua 25 de Dezembro e outra no Morro do Índio.

A PM afirma que o “objetivo é incentivar a participação da população em geral na Segurança Pública do Estado de São Paulo, por meio do telefone de emergência 190, Disque Denúncia 181 ou webdenuncia.org.br, fornecendo informações importantes e de grande utilidade no combate direto à criminalidade, garantindo uma sociedade mais justa e segura para todos”.

VÍDEOS: As notícias mais vistas do g1


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar