PM Ambiental encontra mais de 20 aves silvestres em cativeiro e autua homem em R$ 40 mil em Itanhaém, SP | Santos e Região

A Polícia Militar Ambiental encontrou aves silvestres sendo mantidas em cativeiro em uma residência de Itanhaém, no litoral de São Paulo. O proprietário do local foi autuado em R$ 40 mil, na terça-feira (17). No total, 22 aves foram resgatadas.

A ação aconteceu durante a Operação ‘Proclamação da República’, depois de uma denúncia anônima. Os policiais militares foram ao endereço apontado e, antes de entrar, já notaram que a casa tinha diversas gaiolas no quintal.

Em contato com o proprietário, eles foram autorizados a entrar na residência. Dentro, foram encontrados nove coleirinhos papa capim, cinco canários da terra, dois trinca ferro, um azulão, um sabiá barranco, uma cigarrinha, um bigodinho e um pixoxó.

Gaiolas foram apreendidas, assim como 22 aves silvestres mantidas em cativeiro — Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental

As aves da espécie pixoxó (Sporophila frontalis) e cigarrinha(Sporophila falcirostris) encontram-se atualmente na lista de espécies ameaçadas de extinção, segundo a PM Ambiental. Todas apresentavam sinais de boa saúde, com água, comida e abrigo.

Quando questionado se o homem tinha autorização para ter as aves, ele negou e disse que cria por domesticação, desconhecendo a necessidade de regularizações. Os animais foram apreendidos. Além disso, 19 gaiolas foram apreendidas.

Por conta disso, foi elaborado um Auto de Infração Ambiental por manter as aves em cativeiro sem autorização, no valor de R$ 40 mil. As aves foram encaminhadas ao Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Selvagens (CEPTAS) São Judas, em Cubatão.

VÍDEOS: as notícias mais vistas do g1


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar