Os impactos do aumento da Taxa Selic na construção civil | MERCADO IMOBILIÁRIO BAIXADA SANTISTA

A Construção Civil é uma das atividades econômicas que mais dá esperança para o país conseguir equilibrar a economia após uma grande crise por conta da pandemia de Covid-19. Contudo, os aumentos constantes da Taxa SELIC frearam um pouco esse avanço.

A Selic é o principal instrumento, criado pelo Banco Central, para tentar controlar a inflação no Brasil. Ela influencia diretamente os juros do país, servindo como uma espécie de taxa básica que é equivalente a situação econômica do momento.

Em 2022, a porcentagem chegou a 13,25%, para tentar conter a inflação no país. O aumento acontece justamente para que as pessoas e empresas comprem menos, e consequentemente, os preços caírem num futuro próximo.

Mas como isso afeta a construção civil?

A Selic tem uma relação muito próxima com o setor imobiliário, justamente pelo poder que ela tem em relação ao valor de financiamentos imobiliários e empréstimos. Aliás, a baixa na taxa fez com que estes números crescessem durante boa parte da pandemia.

“Neste contexto, é preciso destacar o ciclo de negócios iniciado ainda em 2020, primeiro ano da pandemia, que foi especialmente impulsionado pelo baixo patamar das taxas de juros. Com isso, o setor ganhou força mesmo diante das dificuldades vivenciadas como o forte incremento no custo dos seus insumos”, destaca a economista da CBIC, Ieda Vasconcelos.

Como destacado pela economista, o aumento acaba sendo refletido também no custo da matéria prima necessária para a realização das construções, o que dificulta ainda mais o processo da construção civil.

Para entender melhor este problema e apresentar ideias para manter o setor aquecido na Baixada Santista, o Grupo Tribuna realizou no dia 4 de julho o Summit da Construção.

O evento trouxe convidados e especialistas do ramo, com painéis e palestras voltados ao assunto para a discussão de diferentes temas.

A cobertura completa poderá ser acompanhada no especial do G1 Santos e região, nos telejornais da TV Tribuna e também nos cadernos especiais do jornal impresso que estarão nas bancas durante todo o mês de julho e agosto.


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar