Novas ecobarreiras são instaladas nos canais de Santos para impedir chegada de lixo no mar | Santos e Região

Doze ecobarreiras flutuantes começaram a ser instaladas nos canais de Santos, no litoral de São Paulo, na última segunda-feira (11). As contenções devem evitar que o lixo seja levado até o mar e todas devem estar anexadas nos canais até esta terça-feira (12).

As barreiras ficam localizadas no canal 1, na Avenida Pinheiro Machado, no canal 2, na Av. Bernardino de Campos, no canal 3, na Av. Washington Luís, no canal 4, na Av. Siqueira Campos, no canal 5, na Av. Almirante Cochrane e no canal 6, na avenida Cel. Joaquim Montenegro.

Além deles, os canais da Rua Santa Catarina e da Av. Barão de Penedo, no José Menino, da Av. Jovino de Mello, do Rádio Clube, da Av. Francisco Ferreira Canto, na Caneleira, da Av. Francisco Manoel, no Jabaquara, e o canal da Av. Dr. Moura Ribeiro, no Marapé, também receberão as barreiras.

Doze ecobarreiras flutuantes devem ser instaladas nos canais de Santos, SP, até esta terça-feira (12). — Foto: Divulgação/ Prefeitura de Santos/ Carlos Nogueira

Segundo a prefeitura, as contenções são feitas de lona preenchida com espuma ecológica e possuem de três a cinco metros a mais do que a largura de cada canal. Isso permite que a barreira forme uma espécie de ‘barriga’, barrando resíduos como plástico e latinhas, mas ainda assim permite a passagem de peixes e tartarugas.

A lona se estende por mais 40 centímetros abaixo das boias, parte que é chamada de “saia” e possui uma corrente que ajuda a permanecer sempre esticada para baixo. Nesse local, ficam presos os resíduos que não flutuam o suficiente para serem parados pelas boias, o que permite segurar uma quantidade maior de objetos.

Tanto a corrente quanto a base lateral das barreiras são feitas de alumínio. A lona é tratada para suportar os raios solares (UV) e as barreiras são flexíveis, se adaptando conforme o curso da corrente marítima. As contenções são presas aos canais por ganchos instalados na estrutura do canal e dois cabos de aço.

O serviço está sendo realizado pela E & F Imperium Artigos Personalizados sob supervisão da Secretaria de Meio Ambiente (Semam). O secretário da pasta, Marcos Libório, esteve presente nas instalações e afirmou que a ação faz parte de um projeto municipal para diminuir a emissão de resíduos nos oceanos.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar