Moradores protestam após mulher ser cercada e morta por cinco bandidos no litoral de SP | Santos e Região

O crime ocorreu por volta das 22h de sábado (2), na Praça Benedito Calixto, no Centro da cidade, quando o bando a abordou e anunciou o assalto. Em determinado momento, os suspeitos fizeram dois disparos contra a vítima. Logo após os tiros, os criminosos fugiram com o veículo e o celular dela.

Este é o segundo caso de latrocínio no município em pouco mais de uma semana. O crime anterior aconteceu no bairro Suarão, no dia 24 de setembro. Diante disso, moradores decidiram protestar na praça onde a autônoma foi morta, pedindo mais segurança na cidade.

Alessandra Tomie Kokubun morreu durante um latrocínio em Itanhaém, SP — Foto: Reprodução/Redes Sociais

O protesto começou por volta das 17h30. Uma faixa de luto foi colocada na praça, e dezenas de moradores foram ao local para a manifestação. Também ocorreu uma carreata por ruas da cidade.

O prefeito Tiago Cervantes (PSDB) também se pronunciou sobre o caso por meio de uma nota oficial, divulgada pela assessoria do município. Ele lamentou o crime e disse que vai cobrar as autoridades estaduais. Durante a tarde, o município informou que imagens de câmeras de segurança vão ajudar na identificação dos suspeitos (leia mais abaixo).

Moradores protestaram após autônoma ser cercada e morta por cinco bandidos em Itanhaém, SP — Foto: Thais Rozo/g1

A autônoma de 41 anos estava na Praça Benedito Calixto, no Centro da cidade, quando o bando a abordou e anunciou o assalto. Em determinado momento, os suspeitos fizeram dois disparos contra a vítima, sendo que um acertou a cabeça e outro o abdômen. Depois dos tiros, os criminosos fugiram com o veículo e o celular dela.

Tomie foi socorrida à Unidade de Pronto Atendimento de Itanhaém, mas não resistiu aos ferimentos. A Polícia Militar foi acionada e passou a realizar buscas pela cidade para localizar o bando, até que uma equipe recebeu um chamado sobre um veículo em chamas na Rua Vinte e Um, no bairro Bopiranga.

No local, os policiais encontraram o carro da vítima incendiado. O caso foi registrado como latrocínio no plantão da Delegacia Seccional de Itanhaém, e será investigado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) da cidade. A Polícia Civil trabalha para identificar e localizar os autores do crime.

Carro da vítima foi encontrado incendiado por equipes da Polícia Militar em Itanhaém, SP — Foto: Reprodução

Segundo a Prefeitura de Itanhaém, câmeras de monitoramento da Central de Operações e Inteligência (COI) capturaram imagens do veículo dos criminosos, que seguiram, na região central da cidade, o automóvel da empresária.

De acordo com a administração, é possível ver os criminosos contornando a Praça Narciso de Andrade e depois seguindo pela ladeira da Avenida João Batista Leal. Depois do crime, eles fugiram pela região do bairro Baixio, invadindo um trecho na contramão da Rua João Batista Leal, para acessar a passagem de nível da linha férrea, que dá acesso à Rua Urcezino Ferreira.

Segundo o secretário municipal de Trânsito e Segurança, Milton Campos, as imagens já foram fornecidas para as polícias Civil e Militar.

Prefeito de Itanhaém emitiu uma nota de repúdio após morte de autônoma na cidade — Foto: Reprodução

VÍDEOS: As notícias mais vistas do g1


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar