Moradores fazem ‘festa de aniversário’ de obra inacabada há 2 anos em Cubatão, SP | Santos e Região

Moradores realizaram uma ‘festa de aniversário’, nesta segunda-feira (18), para uma obra inacabada no bairro Vale Verde, em Cubatão (SP), que completou dois anos. A população reclama da condição das vias públicas do bairro, que causa transtornos de locomoção aos moradores. Além disso, segundo os moradores, a água parada que se acumula nas crateras da obra já contribuiu para um surto de dengue no bairro.

Imagens obtidas pelo g1 mostram os moradores cantando parabéns com bolo, velas e refrigerantes em dois pontos que, segundo eles, são os mais prejudicados: a rua das Mangueiras, que possui comércios e o ponto final do ônibus municipal, e a Avenida Manoel dos Santos Mesquita, principal avenida do bairro.

Moradores levaram bolo, refrigerantes e vela para festa de aniversário de dois anos de obra inacabada, em Cubatão, SP — Foto: Arquivo Pessoal/Patrícia Oliveira

Segundo a assistente social Patrícia Oliveira, moradora do Vale Verde há 14 anos, as obras são de pavimentação. Os trabalhos começaram há dois anos, já foi reiniciado diversas vezes, mas nunca é finalizado. Ela relata que as vias possuem diversas crateras, que acumulam água, lama e atrapalham a locomoção de pedestres e veículos.

De acordo com Patrícia, uma idosa de 86 anos já caiu ao caminhar pela Avenida das Mangueiras e ficou ferida. A condição das ruas também impede os moradores de guardarem os carros na garagem e, em dias de chuva, os pedestres precisam passar pela água parada. O bairro já teve um surto de dengue no 1º semestre desse ano.

Segundo a moradora, a Associação de Moradores Vale Verde já cobrou a prefeitura diversas vezes, por meio de ofícios e reuniões presenciais mas, a administração relata que a situação das ruas deve-se à passagem de caminhões pelo local.

Moradores registraram momento em que a máquina foi retirada após três meses parada no local, em Cubatão, SP — Foto: Arquivo Pessoal

Além disso, de acordo com ela, a prefeitura relata problemas com a empresa. “Me sinto totalmente desrespeitada, principalmente quando eles dizem que é culpa nossa que apoiamos caminhoneiros”, diz ela. Os moradores negam que esse seja o problema, pois não presenciam a passagem de veículos pesados, além de ônibus, na Avenida das Mangueiras.

Silvano Moreira Sales, morador do bairro há 21 anos, conta que uma máquina utiliza nas obras foi deixada no bairro por três meses e só foi retirada na manhã desta segunda-feira (18). Ele conta que as crateras sujam os moradores de lama diariamente e causam prejuízos aos veículos.

Grupo de moradores realizou protesto neste domingo (17), em Cubatão, SP — Foto: Arquivo/Patrícia Oliveira

Indignados com a situação do local, eles decidiram fazer uma festa de aniversário de dois anos para as obras. Porém, apesar do ‘bom humor’, a população se diz revoltada com a situação.

“O problema não são os caminhoneiros, é o serviço mal feito. Todas as casas do Vale Verde são regularizadas, pagam IPTU [Imposto Predial e Territorial Urbano] e quando a gente pressiona o prefeito, ele fala que é um bairro de classe média, que deveria ser um condomínio e que não é obrigação dele fazer essas obras. Nós não somos classe média, é um bairro de operários, de trabalhadores”, diz.

O g1 tentou contato com a Prefeitura de Cubatão, mas, até a publicação desta reportagem, não obteve retorno sobre o assunto.

VÍDEOS: “Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias”


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar