Morador sofre escoriações após madeira de píer quebrar e perna ficar presa em buraco no litoral de SP | Santos e Região

Um fisioterapeuta de São Vicente, no litoral de São Paulo, que preferiu não se identificar, sofreu escoriações após a madeira de um píer quebrar e a perna dele ficar presa no buraco. Ele contou ao g1 que o acidente ocorreu na tarde de segunda-feira (15), próximo à Ponte Pênsil, no Morro dos Barbosas.

A vítima afirma que sempre vai ao Deck do Pescador com o cachorro, mas, desta vez, estava acompanhado, também, de um amigo que veio do Rio de Janeiro para visitá-lo. “A gente desceu para tomar um sol ali no píer, e meu cachorro sempre fica solto por ali. Sentamos para conversar, e meu cachorro começou a caminhar um pouco para longe. Estávamos sentados na parte cimentada do píer”.

Descalço, ele levantou para ir atrás do animal, que estava se distanciando. “Dei uns cinco passos para o lado esquerdo, e meu pé entrou em uma madeira, que não tinha nenhuma marca aparente de quebrada, e afundei até o meio da perna, que é onde ralou, fez um ferimento leve, umas escoriações”, lembra.

De acordo com o fisioterapeuta, foram cerca de 30 segundos para ele conseguir desprender a perna do buraco. “Quando fiz força para levantar, a madeira começou a quebrar mais, e eu senti minha perna afundando um pouco mais. Quando as pessoas perceberam, levantaram para ajudar, mas eu já tinha conseguido sair”.

Como teve ferimentos leves, ele não precisou ir ao hospital, mas relatou que sentiu bastante dor. “Foi a escoriação que ficou e o impacto na perna por causa do trauma dessa batida na madeira, pois foi uma queda repentina”, explica.

O morador, que costumava ir diariamente ao local, ao menos duas vezes por dia, explicou que tem ido menos, pois há bastante tempo vê que as madeiras estão se desfazendo. “Até tem um cavalete que colocaram ali, não sei quem colocou, mas tem vários pontos de buracos de madeiras quebradas. Tinha que fechar tudo”.

No momento da ocorrência, o medo do fisioterapeuta foi de que ele caísse do píer. “Me assustei, porque achei que ia cair lá embaixo nas pedras, e a queda de 1,5m machucaria, porque tem um monte de pedras pontiagudas, um monte daquelas casquinhas tipo ostra, que vão se formando por causa da maré, e aquilo corta”.

Para ele, há risco de o píer desabar com alguém em cima. “Tem muita movimentação, gente pescando exatamente no lugar onde caí, e em outros lugares que já estão quebrados, então, o risco de cair é grande. O píer está todo se desfazendo por causa da maresia, e não tem manutenção, nunca vi manutenção ali”, diz.

“É o lugar que acho mais bonito em São Vicente, é um lugar maravilhoso para estar com a família e amigos. Como eu disse, vou lá todos os dias para levar meu cachorro, tomar sol, e agora me sinto mais inseguro do que eu já me sentia de andar ali, porque o risco de eu me machucar novamente, ou de outras pessoas se machucarem, é imenso”, finaliza.

A Prefeitura de São Vicente lamentou o ocorrido e informou que os reparos no Deck do Pescador já estão no cronograma da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedup).

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar