Menina de 15 anos leva soco no olho ao escapar de estupro: ‘você não gosta, então você é sapatão’, teria gritado o agressor | Santos e Região

Uma adolescente de 15 anos levou um soco no olho no momento em que fugia de uma tentativa de estupro em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Ao g1, a vítima disse que o agressor tentou jogá-la dentro de um carro, mas ela conseguiu se soltou e correu. Segundo a menor, o agressor chegou gritar: “você não gosta, então você é sapatão!”. A Polícia Civil investiga o caso para encontrar o suspeito.

Ao g1, a mãe da menina, que não quis se identificar, disse acreditar que o homem queria estuprá-la. A adolescente foi abordada na tarde da última segunda-feira (6), na esquina de casa. “Ele queria fazer maldade com ela. Ela estava com o celular na mão e, se fosse ladrão, teria levado o celular. Minha filha foi vítima, mas conseguiu escapar”.

A jovem contou tudo aos pais assim que chegou em casa e, de imediato, segundo a responsável pela adolescente, todos foram ao 3º Distrito Policial (DP), onde foi registrado um um boletim de ocorrência por tentativa de estupro.

Segundo a mãe, a menina disse ter sido surpreendida pelo agressor que, de acordo com ela, a agarrou assim que saiu pela porta traseira de um carro branco ‘com muita ferrugem’. A menor diz que ele deve ter algo em torno de 20 anos e aparentava estar bêbado ou sob efeito de drogas. O suspeito também estava acompanhado de outra pessoa, que permaneceu dentro do veículo.

A adolescente continua o relato dizendo que ele a pegou pelo ‘colarinho’ da camiseta e a mandou entrar no automóvel. A vítima se soltou e empurrou o criminoso, que voltou a agarrá-la com mais força.

Mais uma vez, a menina conseguiu se desvencilhar do homem, mas, antes que fugisse, ele deu um soco no olho dela e gritou: “você não gosta, então você é sapatão!”.

A mãe acredita que o estado alterado do criminoso, que parecia estar bêbado ou sob o efeito de drogas, pode ter ajudado a menina a fugir. “Se ele colocasse mais força teria sequestrado ela. Graças a Deus o pior não aconteceu, mas o trauma infelizmente ficará para sempre”.

A Polícia Civil investiga o caso e está procurando por imagens de câmeras de segurança para contribuir com as investigações.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar