Megaoperação da Polícia Militar reúne mais de 300 agentes e tropa de choque por tempo indeterminado em Guarujá, SP | Santos e Região

A Polícia Militar deflagrou uma megaoperação em Guarujá, no litoral de São Paulo, na última quinta-feira (12). No primeiro dia de ação, os PMs capturaram um foragido da Justiça e apreenderam um fuzil e munições. A Operação ocorre devido à onda de crimes na cidade.

A Operação Sufoco foi iniciada na manhã desta quinta-feira (12) e deve continuar por tempo indeterminado. No primeiro dia da ação, uma ocorrência de tráfico de drogas foi registrada e resultou na prisão de um procurado da Justiça. Além disso, um fuzil foi apreendido junto a munições de uso restrito e outras de uso permitido.

Segundo a Polícia Militar, agentes do 1º ao 5º Batalhão de Choque e o 4º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (BAEP) da Zona Leste da capital estão na operação em conjunto com os policiais da cidade. Foram convocados 351 policiais militares com 125 viaturas, reforço de cães da Polícia e um helicóptero.

Concentração policial ocorreu na Praça 14 Bis, em Vicente de Carvalho. — Foto: Divulgação/ Polícia Militar

A operação teve início por volta de 10h, com uma concentração das Forças na Praça 14 Bis em Vicente de Carvalho. Na sequência, as equipes de e Inteligência, comando de policiamento de choque, como a ROTA, e o BAEP, se espalharam pela cidade pra ocupar diferentes bairros ao mesmo tempo.

Conforme a Polícia Militar, a megaoperação quer transmitir uma maior segurança para a população, prender criminosos e apreender armas e drogas. Além disso, a expectativa é encontrar e prender os autores dos últimos delitos da região.

Nos últimos meses, a cidade tem passado por uma onda de crimes, como o assalto a uma joalheria dentro de um supermercado e a invasão por duas vezes na mesma semana de uma lanchonete de fast food, ambas em Vicente de Carvalho em abril deste ano.

Somente na última sexta-feira (6), uma quadrilha alugou um apartamento para roubar a cobertura do prédio enquanto fazia os moradores de reféns. Horas depois, uma mulher foi vítima de bala perdida durante uma troca de tiros entre policiais e criminosos que haviam acabado de assaltar um mercado. Os assaltantes foram presos e a vítima faleceu.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar