Mãe de jovem agredida no litoral de SP diz que ‘por ser bonita’ causava ciúmes | Santos e Região

A mãe da jovem internada após ser agredida em Guarujá, no litoral de São Paulo, contou que o companheiro da filha, que acredita ser o responsável pelo crime, tinha ciúmes de Andressa dos Santos Freitas, de 26 anos, “por ser bonita”. Ela contou que soube, por terceiros, de agressões anteriores sofridas pela vítima, embora o assunto nunca tenha sido abordado em casa. Ainda não há confirmação da polícia de que o homem seja considerado suspeito.

Segundo a mãe, Roberta Cristina Neves dos Santos, de 45 anos, a filha nunca conversou abertamente sobre as supostas agressões por parte do companheiro. “Ela não me falava nada, mas soube por outras pessoas que ele puxava o cabelo e batia na cara dela. Ela tinha medo dele“.

A vítima se relaciona com o homem, que não teve a identidade divulgada, há cerca de dois anos. O casal, inclusive, tem um filho de um ano.

Ele sempre foi um homem agressivo e possessivo com a minha filha, por ela ser bonita. Várias vezes eles brigaram.

— Roberta Cristina Neves dos Santos, mãe da jovem internada após ser agredida

Ao g1, a mãe relata os momentos de desespero vividos pela família após Andressa ser internada no Hospital Santo Amaro (HSA), também em Guarujá.

“Estamos todos abalados. Eu estou tomando calmantes e não tenho dormido direito. A única coisa que quero é justiça, pois a minha filha ainda está no hospital lutando pela vida”, desabafa.

A autônoma Andressa dos Santos Freitas foi encontrada no chão de uma viela de um conjunto habitacional no bairro Santo Antônio, em Guarujá (SP), na manhã do último domingo (24), por volta das 8h.

A Polícia Militar (PM) informou ao g1 ter sido acionada para atender a “ocorrência de agressão”, mas ao chegar no local, a vítima já havia sido levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Rodoviária e transferida para o Hospital Santo Amaro (HSA), no município.

O HSA afirmou que a mulher está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado estável. Segundo a mãe, Roberta Cristina Neves dos Santos, a filha chegou a ser intubada no dia do ocorrido, mas pôde ser extubada na segunda-feira (25) e agora respira sem ajuda de aparelhos.

Em relação ao companheiro dela, este “nada declarou aos policiais” sobre o ocorrido, disse a corporação. Um boletim de ocorrência foi registrado no Distrito Policial (DP) sede de Guarujá.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar