Líderes de organização criminosa que atuava em Peruíbe são condenados a mais de 38 anos de prisão | Santos e Região

A justiça condenou 22 presos por integrar uma organização criminosa que chefiava o tráfico de drogas em Peruíbe, no litoral de São Paulo. Entre eles, estão os líderes André Pino Pirro e Michael Douglas da Silva, que pegaram pena de 38 e 39 anos de cadeia, respectivamente.

A condenação acontece após dois anos de investigações. O grupo atuava na região conhecida como biqueira da C.N, localizada no bairro Caraguava, onde havia sido montado um sistema de drive-thru de entorpecentes. Os criminosos também coagiam menores de idade a participar das ações.

No dia 28 de julho de 2020, a Polícia Civil deflagrou a ‘Operação Aires’, que desarticulou a organização com a prisão de oito integrantes do grupo. Na ação, também foram apreendidos 464 ‘filetes’ de maconha, 2.719 pinos de cocaína e 950 pedras de crack foram apreendidos, além de R$ 446, telefones, rádio de comunicação e até um binóculo.

Na época, após a quebra do sigilo telefônico, foi constatado que Michael Douglas atuava como o gerente da organização.

Depois, a Polícia chegou aos outros integrantes de destaque da quadrilha, prendendo os 22 suspeitos até o final da operação, em outubro de 2020. Entre eles, André Pino Pirro, que seria o responsável por armazenar as drogas. Desde então, os presos aguardavam o julgamento em cárcere.

Foram apreendidas drogas durante operação de combate ao tráfico — Foto: Divulgação/Polícia Civil

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar