Laudo da prefeitura aponta que obra onde ajudante de pedreiro morreu em Itanhaém era regular | Santos e Região

O imóvel onde um ajudante de pedreiro de 58 anos morreu, na tarde desta quinta-feira (7), após uma viga do telhado cair sobre ele, em Itanhaém, no litoral de São Paulo, foi vistoriado nesta sexta-feira (8), e de acordo com laudo emitido por técnicos da prefeitura, não possui irregularidades.

Em nota, a Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano informou que, no comércio, localizado no bairro Loty, não estava sendo realizada obra que pudesse envolver danos à estrutura do prédio, apenas reparos no telhado, que sofreu danos por conta de fortes chuvas. A pasta afirmou, também, que o estabelecimento possui planta aprovada pela prefeitura.

Local foi vistoriado por técnicos da prefeitura e não apresenta irregularidade — Foto: Addriana Cutino/g1

Com o impacto da queda da viga, o ajudante de pedreiro caiu sobre uma parede baixa e sem sustentação, que tombou e caiu ao chão, alguns metros abaixo. O trabalhador morreu no local.

O caso ocorreu durante a tarde. De acordo com informações obtidas pelo g1, no local do acidente, funcionavam uma oficina de carros e um pet shop. A obra que levou o ajudante de pedreiro a óbito era realizada pelo proprietário do imóvel.

Conforme apurado pela reportagem, a vítima se chamava Geraldo, e era natural do Estado da Paraíba. O ajudante teria se mudado para Itanhaém há cerca de um mês, em busca de melhores condições de vida e trabalho. Ele deixa mulher e um filho.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar