Lagarto preso em tubulação é resgatado por mulher no litoral de SP: ‘ele ia morrer’ | Santos e Região

Um lagarto ficou preso em uma tubulação e precisou ser resgatado em Ilha Comprida, no litoral de São Paulo. Toda a ação, gravada em vídeo, foi realizada por uma fiscal do município, que não teve medo e conseguiu salvar o animal.

Uma moradora avistou o animal preso na tubulação neste domingo (3), na Alameda Luiz Junceiro Mota, no bairro Balneário Britânia, e acionou o Corpo de Bombeiros de Registro. A equipe avisou a Divisão de Fiscalização da Prefeitura de Ilha Comprida, que mandou uma equipe ao local.

“Chegamos lá e vi que o bicho estava dentro do cano. Ele não conseguia nem ir para a frente e nem para trás. Ele não tinha como virar a cabeça para mim. Pensei: ‘eu vou tentar tirar o bicho, senão ele vai morrer’”, conta Joseneide da Silva Faccioli, fiscal de Obras Irregulares e Comércios da cidade.

Os fiscal Vanderlei Franks e o diretor da Divisão de Fiscalização, Sérgio Morato, acompanharam os trabalhos e filmaram o resgate, realizado por Josy, como gosta de ser chamada.

Com as duas mãos, a fiscal começou a puxar o corpo do lagarto. Em certo momento, ela puxou uma das patas traseiras dele, que estava presa à tubulação. Em seguida, continuou puxando o animal pelo rabo, até ele sair completamente do buraco.

Lagarto preso em tubulação foi resgatado por fiscal em Ilha Comprida, SP — Foto: Reprodução

O lagarto se debateu, e ela o jogou em direção à grama. “Fui com cuidado. Ele não saía, fui ajeitando as pernas e consegui puxar ele. Quando tirei, joguei para fora”, conta a fiscal.

Josy acredita que o animal, por conta da aparência, é um lagarto-do-papo-amarelo. “E eu acho que era uma fêmea, porque não tinha a bochecha grande. Eu fui criada na roça, conheço muitos bichos”.

Segundo a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o lagarto-do-papo-amarelo (Salvator merianae) é o maior lagarto do Sul do Brasil, podendo atingir até 1,5 metro de comprimento, tendo a cauda maior comprimento que o tronco e a cabeça juntos. Possui coloração negra com manchas brancas por quase todo o corpo, e a garganta com tom quase amarelado.

Os funcionários observaram o animal após o resgate. Segundo eles, o lagarto entrou em um terreno baldio e desapareceu. A fiscal foi elogiada por sua coragem no resgate do bicho. “Se eu ver que não corro risco, eu vou fazer. Eu tive dó do bichinho, ele ia morrer”, conclui Josy.

Lagarto foi para um terreno baldio e desapareceu após ficar preso em uma tubulação em Ilha Comprida, SP — Foto: Reprodução

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar