Jovem aprovado em 28 universidades nos EUA por jogar Fortnite sofre para se adaptar e muda curso para 'indeciso'



Atleta de e-sports desistiu de cursar ciência da computação após ter dificuldades com a rotina e o idioma. Jovem aprovado em 28 universidades nos EUA por jogar Fortnite sofre para se adaptar e muda curso para ‘indeciso’
Arquivo Pessoal
O jovem Matheus Guimarães Montenegro, de 21 anos, estudava ciência da computação na Oklahoma Christian University, nos Estados Unidos. No entanto, enquanto vivia um sonho, o estudante não conseguiu se adaptar a nova rotina e ao idioma e precisou mudar de curso. O atleta de e-sports passou em 28 universidades no exterior por conta das habilidades no jogo on-line Fortnite.
“Era puxado, eu tinha aula de programação, bíblia, álgebra intermediária, engenharia de software e psicologia geral. No começo foi bem difícil, porque são aulas totalmente em inglês, e eu não estava acostumado”, explicou Matheus.
Segundo o estudante, ciências da computação é um dos cursos mais difíceis da universidade. Então, decidiu mudar para “indeciso” [undecided], algo comum nos Estados Unidos. Ao escolher essa opção, o aluno tem os dois primeiros anos da faculdade para decidir o curso final, enquanto participa de aulas gerais e explora os temas com que mais se identifica.
Além do idioma, conciliar os estudos com os jogos também foi um desafio para Matheus. “Eu não estava conseguindo lidar, porque eu ainda estava me adaptando a tudo. Aulas, inglês, treinos e campeonatos de Fortnite”, disse.
Apesar da dificuldade na adaptação, o atleta de e-sports afirmou que está muito feliz em realizar o grande sonho de viver nos Estados Unidos.
“Nunca estive tão feliz na minha vida inteira. Eu sinto que agora estou vivendo. É claro que eu morro de saudades da minha família e de alguns amigos do Brasil, mas estou muito realizado. É tudo muito incrível”.
Jovem aprovado em 28 universidades nos EUA por habilidades no Fortnite é atleta de e-sports da Oklahoma Christian University
Arquivo Pessoal
Jogos on-line
O Fortnite foi o passaporte de Matheus para os Estados Unidos. O estudante registrou os melhores momentos no jogo on-line e enviou para as 28 universidades em que foi aprovado. O Fortnite é um jogo de tiro on-line do gênero “battle royale” [contém elementos de exploração, sobrevivência, e procura de equipamentos e armas]. Para vencer, você deve ser o último sobrevivente entre os jogadores.
Agora, como atleta de e-sports da Oklahoma Christian University, onde ganhou uma bolsa de estudos de 75%, Matheus participa de treinos, reuniões e campeonatos de Fortnite.
“Já cheguei a competir, mas não fui muito longe. O meu parceiro de Fortnite acabou abandonando o jogo e agora jogarei apenas solos”, contou.
Jovem de 21 anos aprovado em 28 universidades nos EUA por habilidades no Fortnite não pretende voltar a morar no Brasil
Arquivo Pessoal
Brasil
De acordo com Matheus, o inglês já está melhor, e os americanos o disseram que já perdeu bastante o sotaque brasileiro. “Às vezes eu não entendo algumas coisas, mas peço para repetirem e entendo”.
Ao g1, o estudante afirmou que não vê a hora de reencontrar a família, em São Vicente, no litoral de São Paulo. No entanto, quer apenas visitá-los. Matheus não pretende voltar a morar no Brasil.
“Estou morrendo de saudades da minha família. Queria muito ter dinheiro pra comprar uma passagem para ele virem me visitar. No momento, não tenho [dinheiro] sobrando, talvez ano que vem. Sinto muita falta da comida também, como o açaí, porque o daqui é horrível”, finalizou.
VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar