Imóveis de alto padrão em construção são demolidos em São Vicente, SP | Santos e Região

A Polícia Militar Ambiental demoliu dois imóveis de alto padrão que estavam sendo construídos em áreas de proteção ambiental em São Vicente, no litoral de São Paulo. Denúncias encaminhadas ao Ministério Público (MP), a respeito de invasões em áreas de proteção ambiental, motivaram a ação. Segundo a administração municipal, uma das residência tinha, inclusive, uma piscina.

A ação foi realizada, nesta quarta-feira (6), e contou com o apoio da Prefeitura de São Vicente, por meio de uma força-tarefa formada pela Secretaria de Meio Ambiente e Defesa Animal (Semam), Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedup) e da Guarda Civil Municipal (GCM).

De acordo com a prefeitura, os imóveis ficavam localizados na Rua Uberaba, no bairro Jardim Irmã Dolores, e estavam desocupados no momento da demolição. As construções estavam sendo feitas em áreas de proteção ambiental na Área Continental.

Construção de imóvel com piscina foi demolida nesta quarta-feira (6), em São Vicente, SP — Foto: Divulgação/Prefeitura de São Vicente

Duas casas foram demolidas. Equipes da administração municipal fizeram uma vistoria na região e verificaram que haviam projetos de imóveis bem elaborados e acima do padrão, incluindo a construção de uma piscina no terreno.

Segundo a prefeitura, diversas denúncias foram feitas ao Ministério Público, à Guarda Civil Municipal (GCM) e à Ouvidoria da cidade, cobrando mais rigor no combate às invasões. Desta forma, a prefeitura decidiu intervir nestas áreas, juntamente com a Polícia Militar Ambiental, a fim de promover maior controle sobre a ocupação e evitar o crescimento sem planejamento nestes locais.

Ainda de acordo com a prefeitura, as pessoas interessadas em construir casas devem se informar sobre a procedência do terreno na Secretaria de Obras Particulares (Seob), que funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, pelo telefone (13) 3569-9052, ou no prédio que fica na Praça da Bandeira, no Centro. É necessário que o terreno tenha registro em cartório e não esteja em área de preservação ambiental.

No caso de denúncias sobre construções irregulares, podem ser realizadas pelo telefone 153, da GCM, pelo Whatsapp (13) 99641-0112, ou ainda na Semam, pelo telefone (13) 3569-2274, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar