Idoso sofre tentativa de roubo na porta de casa e criminosos acabam presos após perseguição em Mongaguá, SP | Santos e Região

Três homens foram presos após uma perseguição policial com troca de tiros em Mongaguá, no litoral de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, dois deles tentaram assaltar um idoso, mas fugiram de carro e foram perseguidos por policiais. O motorista do veículo, que também foi preso, alega ser inocente e diz que foi detido de forma injusta.

Um homem de 71 anos, na tarde de quarta-feira (19), estava entrando na casa de veraneio dele, localizada na Rua Ana Seckler Malacco, quando dois homens, um de 33 e outro de 40 anos, o abordaram. Eles perguntaram se a residência poderia ser alugada. O homem tentou retirar os desconhecidos da entrada da casa, porém, em seguida, os dois anunciaram o assalto à mão armada.

A dupla o levou o homem até o lado de fora da casa, momento em que o idoso tropeçou e caiu na calçada. Ele gritou por socorro a uma viatura policial, que passava pelo local. Nesse momento, os suspeitos fugiram e entraram em um carro vermelho, que estava estacionado na rua.

Os policiais faziam o patrulhamento da região quando se depararam com o idoso caído na rua. Eles viram os criminosos correndo, em direção a Rua Rosa Sinopoli Sanches, e foram atrás da dupla. Um dos assaltantes atirou duas vezes contra os policiais, que sairam do veículo e dispararam contra o carro dos criminosos. Não houve feridos.

Os policiais militares acionaram reforço e perseguiram o carro dos assaltantes pelos bairros Jussara e Agenor de Campos. Uma equipe da Polícia Civil e outra da Polícia Militar conseguiram abordar o veículo na Rua Santa Terezinha. Com a dupla, que tentou assaltar o idoso, foram encontrados um revólver e uma pistola.

Uma equipe da Polícia Civil e outra da Polícia Militar conseguiram abordar o carro onde os suspeitos estavam na Rua Santa Terezinha, em Mongaguá, no litoral de SP. — Foto: Reprodução

Os três suspeitos foram encaminhados ao 1º Distrito Policial de Mongaguá, onde a ocorrência foi registrada. Os cartuchos da arma do policial militar, que atirou contra os suspeitos, também foram apreendidos.

Na delegacia, foi constatado que os dois homens que tentaram assaltar o idoso tinham antecedentes criminais. Um deles, de 33 anos, é morador de Cubatão (SP) e tem passagem por envolvimento em um latrocínio. Já o suspeito de 40 anos é morador da capital paulista e já tinha sido preso por roubo.

O homem, de 28 anos, que dirigia o veículo utilizado na fuga dos suspeitos foi interrogado. Ele afirmou que saiu de uma cidade vizinha e foi até Mongaguá, em busca de um comércio para alugar. Ele disse que parou o carro para atender a uma ligação, quando a dupla de suspeitos entrou no veículo dele para se proteger dos tiros da polícia.

De acordo com o boletim de ocorrência, por estar assustado e com medo de morrer, o homem deu a partida e saiu com o carro. Quando foi parado pelos policiais, ele teria dito que não conhecia a dupla de criminosos. O homem alegou que os policiais não o ouviram e o prenderam também.

A esposa do motorista prestou depoimento na delegacia e informou que foi para Mongaguá junto com o marido para cobrar uma cliente que morava na cidade. Segundo ela, o marido a deixou no local e disse que levaria o carro em um mecânico. Ela descobriu que o carro do casal estava envolvido no roubo através das redes sociais e disse que não sabe do envolvimento do marido no roubo.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar