IBGE começa coleta de dados para o Censo 2022 na Baixada Santista | Santos e Região

A coleta de dados para o Censo Demográfico 2022, feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), começou nesta segunda-feira (1) em todo o país. Na Baixada Santista, no litoral de São Paulo, as prefeituras de Santos, Guarujá, Praia Grande, Peruíbe e Cubatão confirmaram que a pesquisa também já iniciou. As visitas acontecem até dia 31 de outubro.

O Censo Demográfico é feito a cada dez anos. Deveria ter sido realizado em 2020, mas foi adiado por dois anos, devido ao período mais restritivo da pandemia da Covid-19. Os resultados desta edição serão conhecidos em 2023, porém, a contagem populacional deve ser divulgada até o final do ano.

Em Santos, o trabalho será realizado por 442 recenseadores e 52 supervisores. Eles vão bater à porta dos imóveis para registrar os dados dos moradores e fazer perguntas a partir de um questionário, que segundo a administração municipal, é importante para a elaboração de políticas públicas para os cidadãos brasileiros.

Visitas nas casas acontecem até dia 31 de outubro — Foto: Divulgação/Prefeitura de Guarujá

De acordo com a Prefeitura de Praia Grande, o trabalho do Censo ocorre em todos os bairros. Ao todo, 316 recenseadores farão as entrevistas, com apoio de quatro Agentes Censitários Municipais (ACM), 31 Agentes Censitários Supervisores (ACS) e três Agentes Censitários do Administrativo e de Informática (ACAI).

Ainda segundo a prefeitura, a cidade possui quatro postos de coleta, posicionados em locais estratégicos: Fatec (Boqueirão), Secretaria de Assuntos Institucionais (Quietude), Terminal Tatico (Mirim) e ETEC Extensão Balneário Maracanã (Maracanã). Todos os postos de coleta recebem suporte da prefeitura, que disponibiliza acesso à internet banda larga e condições de segurança para o trabalho dos técnicos.

Já o município de Guarujá conta com 276 recenseadores para realizar as entrevistas casa a casa, além de 30 supervisores, sendo 15 em Guarujá e 15 no distrito de Vicente de Carvalho.

“É importante esclarecer que as informações registradas no sistema pelo recenseador são sigilosas e criptografadas [método de segurança que protege a comunicação]; nem mesmo o recenseador terá acesso a elas”, esclareceu a Prefeitura de Guarujá, por meio de nota.

As Prefeitura de São Vicente, Bertioga, Itanhaém e Mongaguá não informaram ao g1 como o Censo ocorre na cidade.

Agentes usam coletes e bonés para ser identificados pelos moradores — Foto: Divulgação/Prefeitura de Guarujá

O Censo apresenta dois tipos de questionário: o básico e o da amostra. No primeiro, são feitas 26 perguntas sobre as características do domicílio e dos moradores. No outro, são 77 questões, que buscam mais detalhes sobre o domicílio, identificação étnico-racial, núcleo familiar, deficiência, fecundidade, religião ou culto, mortalidade, autismo, entre outras perguntas.

Assim como já ocorreu no Censo de 2010, os moradores poderão escolher a opção de preenchimento do questionário via internet. Após uma visita inicial obrigatória, na qual o recenseador também registrará as coordenadas de cada endereço, o morador poderá fazer a escolha pelo autopreenchimento via internet. A partir daí, será gerado um e-ticket, com prazo de validade de sete dias, para que a pessoa responda ao questionário online.

Todas as informações coletadas são sigilosas. Os dados não são cruzados com nenhum órgão como a Receita Federal, por exemplo. Também não é necessário apresentar documento para a realização da pesquisa, porém o IBGE vai pedir, ao final da entrevista, o CPF do morador e o e-mail, sem caráter obrigatório.

Para que a população participe do questionário e se sinta segura com o acesso dos recenseadores, o IBGE produziu um uniforme diferenciado. Os agentes possuem um colete azul marinho. Na frente, há um bolso transparente com os dados do funcionário e um QR Code, que poderá ser utilizado para confirmar a identidade e a função. Também será possível fazer a confirmação no site do IBGE, pelo endereço www.respondendo.ibge.gov.br ou ligando para o telefone 0800 721 8181.

Os condomínios também podem adotar outra medida de segurança. É possível solicitar um cartaz, no qual será colocada a foto e os dados do recenseador, para afixar no prédio e informar aos moradores.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar