Homem é preso por matar esposa a facadas e deixar cunhada paraplégica após agressões | Santos e Região

Um homem matou a esposa a facadas e deu golpes de faca na cunhada, que ficou paraplégica, em Itanhaém, no litoral de São Paulo, na última quarta-feira (27). Equipes da Força Tática da Polícia Militar (PM) chegaram até o autor do crime, José Gomes Costa Neto, após a denúncia da filha da vítima, que disse que estava sendo ameaçada por ele.

Agentes da Força Tática do 29°Batalhão da Polícia Militar localizaram o suspeito na Avenida Rui Barbosa, no Centro de Itanhaém. Os policiais receberam uma ligação da filha da vítima, por volta das 18h, afirmando que Neto havia acabado de telefonar para ela, ameaçando a vida de toda a família, e afirmando que estava na região central da cidade.

José Gomes Costa Neto foi preso por policiais da Força Tática — Foto: Reprodução

Diante das informações, os militares foram imediatamente ao Centro de Itanhaém. O autor do feminicídio foi localizado, e, ao ser abordado, tentou enganar os policiais escondendo o rosto.

Porém, segundo a PM, Neto confessou ter praticado o crime, ‘sem manifestar arrependimento’. O criminoso foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher. A delegada de plantão declarou a prisão preventiva de Neto. Segundo a PM, foi registrado boletim de ocorrência como prisão de feminicida.

Criminoso foi localizado no Centro da cidade e encaminhado à Delegacia de Polícia — Foto: Reprodução

O crime ocorreu, por volta das 14h, na última quarta-feira (27). A PM foi acionada para atender um caso de violência contra duas mulheres. Chegando ao endereço, no bairro Jardim Oásis, os policiais se depararam com uma vítima caída na calçada e com ferimento nas costas. Testemunhas informaram que a outra vítima estava dentro da residência.

A primeira mulher encontrada pelos agentes de segurança, identificada como a esposa do agressor. Ela foi socorrida ao Hospital Regional Jorge Rossmann, mas morreu.

A outra vítima, cunhada de Neto, foi encaminhada em estado grave ao Complexo Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande. De acordo com a PM, o ferimento atingiu a coluna dela, causando a paralisia dos membros inferiores.

Após a agressão, o autor das facadas fugiu, e não foi localizado pelos policiais. Porém, a PM afirma que os agentes colheram ‘o máximo de informações possíveis’ com as testemunhas e com os familiares das vítimas, e deixaram o contato para que fossem passadas possíveis novas informações sobre o paradeiro de Neto.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar