Guarujá, Santos, Praia Grande e Mongaguá recebem nota máxima no Mapa do Turismo 2022 | Santos e Região

Seis cidades da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, tiveram boa classificação no Mapa do Turismo 2022. Guarujá, Santos, Praia Grande e Mongaguá receberam nota máxima. Itanhaém e Peruíbe foram classificadas como B. O documento é elaborado pelo Governo Federal para reunir os municípios que desenvolvem estratégias e investem em ações que promovem o turismo.

De acordo com o Governo Federal, além de avaliar as cidades que investem no setor, o objetivo do Mapa é orientar a definição de políticas públicas, incluindo a destinação de recursos do Ministério do Turismo para obras de infraestrutura e oferta de cursos de qualificação profissional, por exemplo.

Os municípios são classificados com notas de A a E. A categorização avalia o desempenho da economia no turismo, como a quantidade de estabelecimentos de hospedagens e de empregos, a estimativa de visitantes domésticos e internacionais e a arrecadação de impostos federais nos meios de hospedagens.

Na Baixada Santista, as notas foram altas. Guarujá, Santos, Praia Grande e Mongaguá receberam nota máxima. Itanhaém e Peruíbe foram classificadas como B. As demais cidades, Bertioga, São Vicente e Cubatão, não se cadastraram. Ao todo 2.542 cidades brasileiras foram registradas no Mapa.

“Qualquer município do país pode fazer parte do Mapa do Turismo e, desta forma, ser beneficiado diretamente com ações e recursos do Ministério do Turismo para ampliar o desenvolvimento da atividade turística local”, explicou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, por meio de nota divulgada pelo governo federal.

Quarto de hotel em Guarujá, SP — Foto: Divulgação

A secretária de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo de Santos, Selley Storino, por meio de nota, destacou que a classificação é um reconhecimento de esforços. Ela destaca a atualização do Plano Diretor de Turismo, com metodologia inovadora e participativa, e um ativo Conselho Municipal de Turismo.

O secretário de Turismo de Guarujá, Fábio Santos, explicou por meio de nota que a certificação na categoria A pelo segundo ano consecutivo é reflexo de todos os esforços da prefeitura no setor turístico. Entre os investimentos, ele citou as melhorias em iluminação pública, acesso às praias e principais pontos turísticos e a inovação nas próprias atrações que a cidade oferece, como a construção dos mirantes das Galhetas e da Campina, além do Píer Tony Villela e da Fonte Interativa da Praça dos Expedicionários e a manutenção da Bandeira Azul na Praia do Tombo.

A Prefeitura de Praia Grande, por meio de nota, disse que o conceito “A”, conquistado no Ministério do Turismo, mostra o desenvolvimento de um trabalho em conjunto com diversas secretarias e é importante para atrair cada vez mais turistas à cidade. Praia Grande é considerada o quarto destino mais procurado do país durante a temporada de verão e chega a receber mais de 1 milhão de visitantes no Réveillon.

O segmento turístico traz novos investimentos e fortalece a economia local em diversos setores, como hotelaria, alimentação e serviços. De acordo com um levantamento feito pela SEAI, Praia Grande tem um aumento de 30% em geração de empregos no comércio e serviços na temporada de verão. Essa vinda de turistas beneficia também o mercado imobiliário, que fomenta grandes empreendimentos e geram empregos durante o ano todo.

O prefeito de Mongaguá, Márcio Melo Gomes (Republicanos), disse, por meio de nota, que está feliz com o resultado e que irá investir ainda mais nos pontos turísticos, principalmente os de belezas naturais. “Ainda em 2022, dispensaremos investimentos ao Poço das Antas, Parque Ecológico A Tribuna, Belvedere e reparos e melhorias nas feiras de artesanatos. E, de forma inédita no município, estamos estudando a possibilidade de parcerias públicas privadas, a fim de despertar o interesse de outras atrações turísticas na cidade”, disse ele, por meio de nota enviada pela prefeitura.

Itanhém foi classificada como B; notas variam entre A e E — Foto: Divulgação/Prefeitura de Itanhaém

A Prefeitura de Itanhaém disse que trabalha incessantemente no desenvolvimento do Turismo como importante ferramenta de viabilização econômica e social. “A atual colocação confirma a seriedade do trabalho realizado e nos impulsiona no sentido de fortalecer ainda mais o setor”, afirmou o secretário de Turismo Rodrigo Zanella, por meio de nota.

O secretário de Turismo, Cultura e Esportes de Peruíbe, Edilson Almeida, disse por meio de nota que a classificação é reflexo dos investimentos da prefeitura no setor, acreditando no turismo como grande gerador de emprego e renda. “A vocação turística da cidade é levada a sério e com investimentos significativos no setor, além da criação de políticas públicas que fomentam e facilitam o desenvolvimento do setor”, disse ele, por meio de nota.

Cidade de Peruíbe foi classificada como B. Na foto o Boulevard do Guaraú, inaugurado setembro de 2021 — Foto: Divulgação/Prefeitura de Peruíbe

Para se cadastrar, os municípios precisam atender aos critérios estabelecidos na Portaria 41/2021. Entre eles estão possuir um órgão responsável pelo setor turístico e orçamento definido para investimentos. Também é necessário que as empresas e trabalhadores estejam registrados no Cadastur – Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos. Este credenciamento certifica ao turista que o serviço é regularizado e confiável.

Além disso, o município precisa comprovar a existência de um Conselho Municipal de Turismo ativo e ter assinado um termo de compromisso com o Programa de Regionalização do Turismo (PRT). Por fim, devem comprovar a existência de uma instância de governança regional no turismo, que pode ser conselho, associação, fórum ou comitê.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar