Guardas municipais de Santos começam a atuar com arma de fogo | Santos e Região

Mais de 70 guardas civis municipais de Santos, no litoral de São Paulo, já podem atuar portando arma de fogo pelas ruas da cidade. O efetivo foi a primeira turma de oficiais capacitados para utilizar pistolas semiautomáticas do modelo PT.380. A cerimônia de oficialização do porte aconteceu, nesta quarta-feira (12), no Centro de Cultura Patrícia Galvão.

O uso de armas de fogo pela GCM foi autorizado no dia 30 de outubro de 2019, quando a prefeitura sancionou a lei municipal 1.061/2019, que autoriza o porte e o uso de armas de fogo em serviço pela Guarda. Com a conclusão do treinamento, 77 guardas estão aptos para usar o armamento imediatamente.

Todo o treinamento dos oficiais foi realizado em parceria com a Guarda Municipal do Guarujá, que já utiliza o armamento. O treinamento cumpre critérios estabelecidos por meio de um convênio com a Polícia Federal. Antes das aulas teóricas, os agentes passaram por avaliação psicológica, o que também é uma exigência da lei municipal.

Segundo a Secretaria de Segurança, o uso do equipamento visa trazer mais segurança aos profissionais, que atendem a diversas ocorrências, das mais variadas naturezas.

Em nota divulgada pela prefeitura, o secretário da pasta, Sérgio Del Bel, destacou que a principal arma dos profissionais não é o gás de pimenta, a defesa pessoal ou a arma de fogo, mas sim o equilíbrio emocional para lidar com as pessoas e as situações de estresse. “Nossos profissionais já demonstraram esse preparo e capacidade”, disse, em nota.

VÍDEOS: as notícias mais vistas do g1


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar