Fãs lotam o Museu Pelé em Santos e lamentam morte do Rei: 'insubstituível'



Local prestou homenagens ao ídolo com faixa na entrada e coração de flores. Fãs marcam presença no Museu Pelé em Santos e lamentam morte do Rei
Daniel Gois/A Tribuna
O Museu Pelé, em Santos, amanheceu lotado de fãs um dia após a morte do Rei do Futebol. Nem mesmo a chuva impediu os frequentadores de presenciarem lances históricos e acessórios que homenageiam o atleta do século. No lado de fora, também houve homenagens.
Uma faixa com a frase “Obrigado, Rei” foi estendida na entrada do museu, que fica no Valongo. Na calçada, diversas flores formando um coração homenagearam Pelé.
Faixa com a frase “Obrigado, Rei” foi estendida na entrada do museu, que fica no bairro Valongo
Daniel Gois/A Tribuna
Torcedor do Peixe, o aposentado Francisco Rodrigues, de 70 anos, mora em Brejo Santo, no Ceará, mas passa o período de fim de ano em solo santista. Ao visitar o museu, ele não esconde a tristeza pela morte do ídolo.
“A gente fica muito triste em saber que nosso maior craque da história do futebol morreu. Estávamos desanimados já devido ao que ele vinha passando. Foi embora o Edson, mas o Pelé fica pra sempre. É insubstituível”, declarou.
Francisco Rodrigues, de 70 anos, visita o museu e não esconde a tristeza pela morte do ídolo
Daniel Gois/A Tribuna
Rodrigues recorda os momentos em que assistiu a Pele jogar pela televisão, na Copa do Mundo de 1970, quando o Brasil conquistou o tricampeonato mundial.
“Na época em que ele jogava (no Santos) eu morava no Ceará. Vi ele jogar na Copa de 1970. Em 1975, quando cheguei em Santos, ele já não estava mais. Foi um privilégio (assisti-lo). Ninguém chega nem perto do Pelé”.
Na calçada em frente ao Museu, diversas flores formando um coração homenagearam Pelé
Daniel Gois/A Tribuna
Adeus, Rei
Edson Arantes do Nascimento estava internado há um mês no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para tratar de um câncer de cólon, descoberto no ano passado.
O atleta do século morreu aos 82 anos nesta quinta (29), às 15h27, devido a falência múltipla dos órgãos, provocada pelo agravamento da doença oncológica.
O corpo de Pelé virá para Santos na madrugada de segunda-feira (2). O velório está previsto para começar às 10h, na Vila Belmiro, e vai até às 10h do dia seguinte. Depois haverá o cortejo pelas ruas da cidade até a Memorial Necrópole Ecumênica, onde acontecerá o sepultamento.
VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar