Família sai de casa durante ‘apagão’ e escapa de incêndio em SP: ‘pensaram que estávamos mortos’ | Santos e Região

Uma casa pegou fogo devido a um suposto curto-circuito na manhã do último sábado (21), após um apagão em uma rua em Guarujá, no litoral de São Paulo. Por sorte, a família havia saído da residência, já que as crianças, uma de seis meses e outra de 12 anos, estavam com medo do escuro.

As chamas começaram por volta das 5h no imóvel localizado na Rua Paraná, no bairro da Pedreira. Ao g1, a auxiliar de cozinha Kelly Araújo da Silva, de 26 anos, contou que ela e o marido decidiram sair da casa após a repentina falta de energia às 21h.

Os vizinhos vieram chamar a minha sogra e pensaram que nós já estávamos mortos

“Minha bebê tem 6 meses e minha filha de 12 anos estavam assustadas com o escuro e, por isso, fomos passar a noite com a minha sogra. As tomadas não estavam pegando e desligamos todos os eletrodomésticos”, explica.

Segundo Kelly, quando a energia voltou um curto-circuito causou um incêndio na casa. “Não deu tempo de tirar e de salvar nada”.

O incêndio começou por volta de 5h na Rua Paraná, no bairro da Pedreira, em Guarujá. — Foto: Reprodução

Kelly e a família moraram por três anos de aluguel no imóvel, que nunca apresentou problema semelhante ao da noite do último sábado. Segundo ela, o Corpo de Bombeiros esteve no local e levou cerca de duas horas para apagar as chamas.

A auxiliar de cozinha conta que, ao chegar em casa, ainda em chamas, o desespero tomou conta. “Senti muito medo e tristeza por ver tudo o que eu conquistei, com muito esforço, se acabar. Meus sonhos, minhas coisas, as coisas das minhas filhas sendo destruídas. Estou em choque ainda”, desabafa.

Após a casa ter sido consumida pelas chamas, o dono de um mercado no bairro ofereceu abrigo à família de Kelly no segundo andar do comércio, até que conseguissem uma casa para morar. “Agora, estou pedindo compaixão para as pessoas me doarem o que não serve mais para elas”.

A jovem contou que logo após o incêndio, a família se abrigou de forma temporária em comércio da região — Foto: Reprodução

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar