Família de trabalhador que morreu em SP soterrado por ‘montanha’ de soja deve receber R$ 200 mil, diz Justiça | Porto Mar

Na petição, o profissional afirmou que o acidente aconteceu nas instalações do terminal, durante o horário de trabalho e, segundo ele, por falha de segurança “houve o desbarrancamento dos grãos, vindo a encobrir a máquina que o operador estava, quebrando os vidros da cabine (que não eram blindados), possibilitando o preenchimento de seu interior pelos mesmos, causando-lhe diversas lesões que o levaram a imediato óbito por asfixia mecânica por farelo de soja”.


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar