Estelionatário é preso em flagrante por se apropriar de benefícios do INSS de duas idosas no valor de R$ 140 mil no litoral de SP | Santos e Região

Um jovem de 22 anos foi preso em flagrante por estelionato ao tentar receber o benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de duas idosas com 80 e 90 anos. Ele foi detido dentro de uma agência bancária em Mongaguá, no litoral de São Paulo. A Polícia Civil informou ao g1 nesta sexta-feira (8), que o suspeito já havia se apropriado de cerca de R$ 140 mil, pertencentes as mesmas vítimas. O caso está em investigação para encontrar possíveis cúmplices dentro do INSS.

O flagrante foi registrado na última quarta-feira (6). O jovem foi à agência bancária, localizada na Avenida São Paulo, no Centro da cidade, solicitar o serviço de habilitação do celular para possibilitar transferências bancárias de sua conta. Devido ao valor consideravelmente alto em sua conta, que somava R$ 138.901,81, a gerente acionou a polícia. Ela informou que um homem estaria praticando estelionato dentro da unidade.

Após a chegada dos policiais, o suspeito teria negado que a polícia conferisse conteúdos no seu celular. Ele também não teria conseguido responder sobre a origem do dinheiro, já que seu salário, conforme informado à polícia, era de R$ 2 mil mensais, o que torna o valor na conta incompatível com seu rendimento.

Após investigações na unidade do INSS da cidade e na agência bancária, os profissionais de segurança apuraram que o suspeito havia recebido aproximadamente R$ 140 mil em benefícios do Seguro Social. O valor seria de duas mulheres com 80 e 90 anos, que moram no estado do Pará.

A Polícia Civil explicou ao g1 que os benefícios iam direto para a conta bancária pessoal do golpista. “A conta estava cadastrada no INSS para receber a transferência dos valores de benefícios de ambas as beneficiárias verdadeiras do INSS. Ou seja, há a grande possibilidade da participação de alguém de dentro do INSS para a concretização da fraude”, explicou o delegado Luiz Carlos Vieira.

Diante da comprovação do golpe, o homem foi preso em flagrante por estelionato e encaminhado à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Mongaguá. Os valores foram bloqueados pela instituição bancária.

Um boletim de ocorrência foi registrado como flagrante de estelionato. A Polícia Civil investiga o caso para confirmar se há a participação de funcionário do INSS envolvido no crime.

Agência da Previdência Socia — Foto: Divulgação

Como evitar cair em golpes

O INSS realiza com frequência a revisão dos cadastros dos beneficiários. Por isso, é importante manter os dados como telefone, e-mail e endereço sempre atualizados. As alterações podem ser feitas pelo Meu INSS ou pelo telefone 135.

É importante ressaltar, também, que não se deve passar dados pessoais por telefone, caso receba uma ligação de um falso atendente do INSS. O Instituto não entra em contato diretamente com os beneficiários para solicitar dados, nem pede o envio de fotos e documentos. Ao passar informações pessoais, é possível que o golpista bloqueie benefícios ou transfira o valor para outra conta bancária.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar