Estátuas folheadas a ouro e jazigo dourado com imagens de Pelé; conheça o Mausoléu do Rei



Corpo foi sepultado no Memorial Necrópole Ecumênica, em Santos, no litoral de SP. Espaço será aberto à visitação do público. Cemitério Memorial aguarda autorização da família de Pelé para liberar visita a mausoléu
O mausoléu onde Pelé foi sepultado em Santos, no litoral de São Paulo, será aberto à visitação em breve. O cerimonial de despedida ao Rei do Futebol terminou na tarde da última terça-feira (3), após 24h de velório aberto público, cortejo pela cidade até a chegada ao Memorial Necrópole Ecumênica, o maior cemitério vertical do mundo, que fica a poucos metros da Vila Belmiro, no bairro Marapé.
No acesso ao jazigo de Pelé, que é dourado e tem placas com imagens do Atleta do Século em poses características que o marcaram, como o soco no ar, foram colocadas duas estátuas folheadas a ouro do Rei e imagens dele enquanto jogador de futebol.
O corpo foi enterrado no primeiro andar do Memorial e, de acordo com a assessoria do cemitério, a visitação será autorizada nos próximos dias, quando os horários também serão divulgados. No mesmo cemitério estão o pai de Pelé, João Ramos do Nascimento, o Dondinho, que morreu em 1996, e o irmão do Rei, Jair Arantes do nascimento, o Zoca, que morreu em 2020.
Espaço foi decorado com duas estátuas folhadas a ouro em homenagem ao Rei
Alexsander Ferraz/A Tribuna Jornal
Despedida do Rei
Pelé morreu na última quinta-feira (29), após permanecer um mês internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Ele tinha 82 anos e lutava contra um câncer de cólon. Segundo o hospital, a morte ocorreu em função de falência múltipla dos órgãos.
O corpo foi trazido na madrugada de segunda-feira (2) para a Vila Belmiro, onde foi velado por 24h, até as 10h de terça-feira (3).
Mausoléu de Pelé está localizado no Memorial Necrópole Ecumênica, em Santos (SP)
Nina Barbosa/TV Tribuna
Entre as autoridades presentes à despedida do Rei estiveram os presidentes da Fifa, Conmebol e CBF, Gianni Infantino, Alejandro Dominguez e Ednaldo Rodrigues, respectivamente, assim como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes.
Depois do velório, o corpo passou pelas ruas da cidade, em cortejo em carro aberto conduzido pela Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. O caixão, inclusive, passou em frente à casa da mãe de Pelé, Dona Celeste, que completou 100 anos no dia de abertura da Copa do Mundo.
O corpo chegou na Memorial às 14h. De acordo com o cemitério, o sepultamento durou 25 minutos contou com algo em torno de 120 pessoas presentes, entre familiares e convidados. A intenção é que o espaço seja um ponto turístico e histórico para admiradores do Rei.
Morte de Pelé
Pelé morreu na quinta-feira (29), depois de um mês internado no Hospital Albert Einstein, na Capital. Ele tratava de um câncer no cólon.
O quadro sofreu agravamento no dia 21 de dezembro, quando o boletim médico indicava “progressão oncológica”, com necessidades de cuidados para as funções renais e cardíacas.
O velório do Rei do Futebol começou às 10h na última segunda-feira (2), na Vila Belmiro, e deverá ser encerrado na manhã desta terça. Em seguida, o corpo será sepultado em Santos após um cortejo.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar