Escola Municipal de Mongaguá será desativada e deve ser demolida até o fim do ano | Educação

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Vera Cruz, de Mongaguá, no litoral de São Paulo, será desativada e deve ser demolida até o fim de 2021. A prefeitura explica que, por ser uma construção antiga, que apresenta deteriorações, o prédio deve ser reconstruído.

O diretor da escola, que prefere não divulgar o nome, disse ao g1 que o assunto é comentado há mais de um ano. Ele explica que já foi emitido um laudo técnico com todas as questões a serem melhoradas no prédio, e adiciona que, devido à idade, o imóvel está em “péssimo estado de conservação”, e apresenta fatores como cupins e infiltrações.

Ao g1, a Prefeitura de Mongaguá esclareceu que todos os alunos e professores da EMEF Vera Cruz serão realocados a outras unidades de ensino. Para os estudantes, o critério será a geolocalização deles. Professores também serão realocados a unidades próximas de suas residências.

A administração municipal diz, ainda, que o prédio era estadual e foi municipalizado há mais de dez anos. Acrescenta que a construção é antiga e apresenta deteriorações estruturais, elétricas e hidráulicas causadas pelo tempo.

A Secretaria Especial de Comunicação do Governo do Estado de São Paulo pontua que o prédio onde hoje funciona a EMEF Vera Cruz, em Mongaguá, foi repassado à prefeitura em 2011, quando houve o processo de municipalização do Ensino Fundamental.

A Diretoria de Educação de Mongaguá disse, em nota, que mantém diálogo com as comunidades escolares e com aqueles que as frequentam. Assim, os envolvidos diretamente nas mudanças da EMEF Vera Cruz estão cientes dos planejamentos municipais.

Escola Municipal de Mongaguá será desativada e deve ser demolida até o fim do ano — Foto: Reprodução/TV Tribuna

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar