Entenda o esquema montado para o segundo dia do velório, cortejo e sepultamento de Pelé



Velório começou às 10h de segunda-feira (2) e tem previsão de acabar nesta terça (3) no mesmo horário. Antes do sepultamento, corpo sairá em cortejo pelas ruas de Santos. Velório do Rei Pelé na Vila Belmiro, em Santos
Isabela Carrari/Prefeitura de Santos
O velório de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, começou às 10h de segunda-feira (2), atravessou a madrugada e tem previsão de terminar às 10h desta terça-feira (3). Passada essa etapa das homenagens, o corpo deixará a Vila Belmiro e seguirá em cortejo pelas ruas de Santos, no litoral de São Paulo, onde o Atleta do Século desfilou o talento entre 1956 e 1974.
Segundo o Corpo de Bombeiros, os portões da Vila Belmiro serão fechados às 10h e os familiares poderão se despedir de Pelé. Após isso, o corpo deixará o estádio em cortejo pelo Canal 2, passando pela avenida da praia até o Canal 6, onde mora a mãe do ex-jogador, Celeste Arantes, que completou 100 anos durante a Copa do Mundo no Catar.
Depois de chegar ao Canal 6, o cortejo fará o caminho contrário até o local em que Pelé será sepultado, desta vez em cerimônia reservada à família, no Memorial Necrópole Ecumênica, no bairro Marapé, próximo à Vila Belmiro.
A Prefeitura de Santos (SP) anunciou que, devido o cortejo, serão necessárias interdições e bloqueios por ruas ao longo do trajeto. Confira aqui os bloqueios e rotas alternativas.
Sepultamento
A assessoria do Memorial Necrópole Ecumênica confirmou que Pelé será sepultado no 1° andar por conta da logística de visitação e não mais no 9° andar.
A previsão, segundo o Memorial, é que o sepultamento ocorra entre 12h e 13h. Assim que chegar do cortejo, o corpo de Pelé será levado à sala onde será sepultado. O espaço ficará disponível para visitação assim que a família autorizar.
Público e familiares se despedem de Pelé, em Santos
Daniela Rucio
Morte de Pelé
Pelé estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, desde 29 de novembro, onde tratava de um tumor no cólon.
O quadro sofreu agravamento no dia 21 de dezembro, quando o boletim médico indicava “progressão oncológica”, com necessidades de cuidados para as funções renais e cardíacas.
Confira os detalhes sobre o cortejo e velório do Rei Pelé
Arte/g1
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar