Costa Diadema atraca em Santos e tem duas próximas viagens canceladas após surto de Covid | Porto Mar

O navio de cruzeiro Costa Diadema chegou ao Porto de Santos, no litoral de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (3) para o desembarque dos passageiros e tripulantes após a suspensão das atividades pela Anvisa devido ao surto de Covid a bordo. A companhia marítima Costa Crociere anunciou o cancelamento das próximas duas saídas do cruzeiro.

Segundo a Anvisa, foram confirmados 68 casos de Covid-19, sendo 56 entre tripulantes e 12 entre passageiros. A investigação epidemiológica conduzida pela agência e por técnicos das Secretarias de Saúde do Estado da Bahia e de Salvador concluiu que ocorreu uma transmissão comunitária de COVID-19, nível 4, dentro da embarcação.

O Costa Diadema teve as atividades interrompidas pela Anvisa no dia 30 de dezembro, quando a embarcação estava no porto de Salvador. O navio foi liberado no dia seguinte para voltar ao Porto de Santos para o desembarque dos passageiros, mas permaneceu com atividades suspensas.

A Anvisa solicitou às autoridades de Salvador a permissão para desembarque dos passageiros que testaram positivo para Covid-19. Eles ficaram em isolamento em hotéis já disponibilizados pela operadora do cruzeiro. A maioria é assintomática, com apenas alguns indivíduos sintomáticos leves. Moradores do município também foram autorizados a desembarcar. Em seguida, o navio iniciou a viagem de retorno à Santos.

Passageiro de navio fala em lockdown em navio de cruzeiro e prevê Ano Novo em cabine

Passageiro de navio fala em lockdown em navio de cruzeiro e prevê Ano Novo em cabine

A previsão é que o desembarque dos passageiros em Santos aconteça ainda pela manhã. A interrupção das próximas viagens, anunciada pela companhia, vale para os embarques que deveriam acontecer no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, nesta segunda-feira e no dia de 10 janeiro e, também, nos dias 6 e 13 de janeiro no Porto de Salvador (BA).

A previsão de retomada dos cruzeiros de sete noites do Costa Diadema é a partir de 17 de janeiro, com embarques nos dois portos até 18 de abril. “A companhia já está em contato com os hóspedes e as agências de viagens afetadas por essas mudanças, oferecendo créditos para a realização do cruzeiro em outro período”, disse a companhia, em nota.

A Costa Crociere confirmou que as atividades do outro navio da companhia, o Costa Fascinosa, não sofreram alterações. Os embarques em Santos, Rio de Janeiro e Itajaí continuam conforme programação.

Anvisa reforça urgência de interrupção da temporada

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu, neste domingo (2), um comunicado contraindicando o embarque de passageiros que possuem viagens programadas em navios de cruzeiro para os próximos dias, após os surtos a bordo das embarcações que operam no país. A agência reguladora também reforçou a urgência da imediata interrupção da temporada de navios de cruzeiro no Brasil.

A recomendação da Anvisa, segundo emitido em comunicado, leva em consideração a mudança rápida no cenário epidemiológico, o risco de prejuízos à saúde dos passageiros e a imprevisibilidade das operações neste momento.

A orientação feita pela agência reguladora acontece após pelo menos três navios de cruzeiro registrarem casos de Covid-19 a bordo nos últimos dias.

Além do Costa Diadema, o MSC Preziosa atracou na manhã deste domingo (2), no Rio de Janeiro (RJ), com 28 casos de Covid-19 a bordo. O MSC Splendida teve o cruzeiro suspenso neste domingo (2) e entrou em quarentena após determinação da Anvisa em Santos. Milhares de passageiros aguardaram por horas no Terminal Marítimo de Passageiros (Concais) até serem informados da decisão.

Multidão, pouca informação e briga por comida: como foram as horas de espera por cruzeiro

Multidão, pouca informação e briga por comida: como foram as horas de espera por cruzeiro

Apesar do anúncio aos passageiros ter sido feito apenas durante a noite, a Anvisa informou que a embarcação já havia sido notifica no sábado (1º) sobre o impedimento de embarque. O MSC Splendida já havia tido sua operação interrompida no último dia 30, com passageiros isolados em suas cabines.

De acordo com a Anvisa, as investigações conduzidas nos últimos dias demonstram que o vírus Sars-Cov-2 se espalha facilmente entre pessoas próximas a bordo de navios e a chance de contrair Covid-19 nos cruzeiros é alta.

Milhares de passageiros aguardaram durante todo o domingo para saber se poderiam embarcar em navio — Foto: Matheus Tagé/Jornal A Tribuna

VÍDEOS: as notícias mais vistas do g1


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar