Construção civil segue em alta na região por grande geração de empregos | MERCADO IMOBILIÁRIO BAIXADA SANTISTA

Um dos setores que mais emprega na Baixada Santista, é a construção civil que segue aquecido e sendo uma esperança para a retomada econômica de todo o país. Para se ter uma ideia, o setor gerou 244.755 novas vagas com carteira assinada em 2021 em todo o Brasil, segundo informações do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregos), o resultado é o melhor desde 2010, mostrando a força deste segmento.

Esta valorização mesmo durante a pandemia da Covid-19 acontece por inúmeros fatores, um deles é a queda nas taxas de financiamento durante boa parte de 2020. O isolamento social também colaborou, já que as pessoas começaram a realizar reformas para se sentirem bem em suas casas.

Outro ponto importante é relacionado ao movimento migratórios dos escritórios para os home offices, com isso, vários trabalhadores procuraram locais com uma boa qualidade de vida para se instalar.

Todos estes fatores e aumentos faz a Baixada Santista ser um dos principais centros da construção civil no país. Um exemplo é o número de grandes projetos imobiliários na região, que expandiu entre 2020 e 2021, de acordo com dados do Departamento de Controle do Uso e Ocupação do Solo e Segurança de Edificações (Deconte).

Não é de hoje, que o Caged registra aumento nas vagas relacionadas ao setor. Em 2020, mesmo durante a pandemia, foi registrado um saldo positivo de 131 mil vagas em todo o Brasil.

Por conta da região ser conhecida como um dos principais polos do setor no país, é natural que trabalhadores de outros estados venham para as cidades em busca de trabalhos.

Baixada Santista é muito reconhecida no setor da construção civil — Foto: Freepik

Em resumo, toda essa valorização na construção civil acaba beneficiando ainda mais a Baixada Santista, aquecendo a economia do local.

Em 2022, os preços dos materiais utilizados nas construções estão em alta, aumentando assim os custos para a realização do trabalho.

Com isso, é normal que aconteçam reajustes de contratos em todo o mercado do setor. Mesmo assim é esperado que ele siga em alta neste período pós pandemia.

Visando debater este e outros assuntos relacionados ao tema, o Grupo Tribuna realiza no dia 4 de julho o Summit da Construção. O evento trará profissionais e especialistas neste segmento para debater soluções de problemas e novidades que podem valorizar ainda mais o mercado regional.

Na data, ocorrerá palestras e painéis no auditório do próprio grupo, onde serão discutidos diversos temas, como a retomada econômica do setor.


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar