Conrado e baixista recebem alta da UTI um mês após acidente que matou Aleksandro e outros cinco no interior de SP | Santos e Região

O cantor Conrado e o baixista Júlio César Bugoli Lopes receberam alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), um mês após o acidente que matou Aleksandro e outras cinco pessoas na rodovia Régis Bittencourt, em Miracatu, no interior de São Paulo. Os dois músicos permanecem internados no Hospital Regional de Registro, também no interior paulista.

João Vitor Moreira Sales, conhecido como Conrado, agora está na ala de enfermaria. A assessoria da dupla sertaneja informou, por meio das redes sociais, que o cantor saiu da UTI nesta segunda-feira (6). De acordo com o último boletim médico, o cantor está lúcido, orientado, estável e em respiração espontânea.

“Hoje nossos guerreiros deram mais um passo importante na recuperação. No fim da tarde de hoje, após a emissão do boletim oficial, ambos já deixaram a UTI e seguiram para o tratamento na enfermaria, como já programado pela equipe médica. Pedimos a todos que continuem em corrente de oração para que em breve ambos possam se recuperar em casa. Obrigado Brasil por estarem conosco”, postou a assessoria, nas redes sociais da dupla.

Ônibus da dupla sertaneja Conrado e Aleksandro tombou na rodovia Regis Bittencourt, na altura de Miracatu (SP) — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Nas redes sociais, Conrado agradeceu as orações e deixou um recado aos fãs. “Mais um passo dado e os planos de Deus são muito maiores que os meus! Após um mês ainda tenho meus momentos particulares de luto, que vou compartilhar com vocês assim que me recuperar e ter alta definitiva”, escreveu.

Além dele, o músico Júlio César Bugoli Lopes também foi transferido para a enfermaria do Hospital Regional de Registro. O baixista está estável e lúcido.

Vídeo flagra ônibus de dupla sertaneja em alta velocidade antes de acidente em SP

Vídeo flagra ônibus de dupla sertaneja em alta velocidade antes de acidente em SP

O acidente aconteceu no dia 7 de maio, por volta das 10h30, no km 402,2 da pista, no sentido São Paulo (SP). O ônibus vinha de Tijucas do Sul (PR) e tinha como destino a cidade de São Pedro (SP). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) alega que 19 pessoas estavam listadas entre os passageiros. Seis pessoas, inclusive o cantor Aleksandro, morreram no acidente.

No total, 13 testemunhas prestaram depoimento à Polícia Civil sobre o acidente. Entre elas, o homem que filmou o ônibus da dupla momentos antes do acidente, que prefere não se identificar.

A Polícia Civil analisa imagens do ônibus da dupla sertaneja, quilômetros antes do local onde tombou, na altura de Miracatu. Os conteúdos foram cedidos pela Arteris, concessionária que administra o trecho. Os registros são utilizados na investigação sobre o que teria causado o acidente. Aproximadamente 50 quilômetros da rodovia foram captados por câmeras de segurança e enviados juntos com dados da velocidade do veículo.

O tempo estimado para a conclusão do inquérito policial é de 30 dias. Entretanto, o período pode ser prolongado até o fechamento de todos os laudos periciais. A polícia ainda deve ouvir o cantor Conrado e o músico Julio Cesar, que seguem internados.

Na última sexta-feira (3), o laudo pericial do Instituto de Criminalística (IC) revelou que dois pneus do ônibus da dupla sertaneja apresentaram sinais de explosão. Os danos, segundo o documento, “sugerem a ocorrência de impacto do pneu contra algum tipo de obstáculo na via”, como “buraco, pedra, objeto grande”.

O que se sabe sobre o acidente que matou o sertanejo Aleksandro e outras cinco pessoas

O que se sabe sobre o acidente que matou o sertanejo Aleksandro e outras cinco pessoas

Acidente com ônibus da dupla Conrado & Aleksandro no interior de SP causa mortes — Foto: Arte/g1

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar