Câmara de Guarujá arquiva processo de impeachment contra vice-prefeita | Santos e Região

A Câmara Municipal de Guarujá, no litoral de São Paulo, arquivou o processo de impeachment contra a vice-prefeita Adriana Machado (PSD) na tarde desta terça-feira (6). A decisão foi tomada após a maioria dos vereadores optar pelo arquivamento do processo, que foi aberto no começo de agosto.

Adriana Machado é médica e era suspeita de dar atestados médicos a uma funcionária da prefeitura que atuava na clínica particular dela. A decisão da abertura do processo investigativo pela Comissão Processante ocorreu após denúncia do morador Kennedy Gama dos Santos contra a vice-prefeita.

A comissão de vereadores comandada pelo presidente Raphael Vitiello (PSD) analisou os documentos e a veracidade da denúncia. O processo de investigação foi arquivado nesta terça (6) em sessão ordinária realizada na Câmara dos Vereadores de Guarujá.

Em maio deste ano, um primeiro pedido de impeachment contra a vice-prefeita foi rejeitado pela Câmara de Vereadores. Na sessão virtual, apenas cinco dos 17 vereadores foram favoráveis ao pedido, que já havia sido arquivado.

Comissão Processante analisou pedido de impeachment da vice-prefeita de Guarujá — Foto: Reprodução/Câmara de Guarujá

Adriana Machado assumiu a Prefeitura de Guarujá no dia 29 de março, quando o prefeito Válter Suman (PSDB) foi afastado pela segunda vez. Ele foi investigado durante a Operação Nácar, ação integrada com a Controladoria-Geral da União (CGU) e do Tribunal de Contas da União (TCU), por suspeita de envolvimento em esquema de desvio de dinheiro na rede pública de saúde.

Após o retorno de Suman, Adriana voltou ao cargo de vice-prefeita e às atividades como médica e servidora pública municipal.

Válter Suman e Adriana Machado quando tomaram posse — Foto: Arquivo/Helder Lima/Prefeitura Municipal de Guarujá

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar