Caixas encontradas no litoral de SP podem ser de navio da 2ª Guerra Mundial naufragado e sem registro, diz especialista



Vinte e um pacotes foram encontrados e recolhidos em Ilha Comprida (SP). Biólogo e professor Clemente Coelho Junior afirmou que características são semelhantes a de fardos de borracha de navio nazista. Vinte e um fardos foram encontrados e recolhidos das praias em Ilha Comprida (SP)
Fundação Florestal
Após 21 caixas serem encontradas e recolhidas em um período de três dias nas praias de Ilha Comprida, no litoral de São Paulo, o biólogo e professor Clemente Coelho Junior acredita que algum navio da 2ª Guerra Mundial possa ter naufragado na latitude do Sul e Sudeste e, portanto, segundo ele, a Marinha deveria investigar o caso.
“Há sim uma possibilidade de até vir de outros navios não registrados historicamente ou ainda não estudados, mas que vieram a ser afundados e que transportavam látex, além de outros materiais”, disse Coelho Junior.
Para ele, que participou de pesquisas sobre o aparecimento desses objetos em praias do Nordeste, a suspeita é que as 21 caixas encontradas em Ilha Comprida sejam fardos de borracha de um navio nazista naufragado.
Ao g1, a Marinha do Brasil informou que não foi notificada sobre a localização dos fardos. O órgão ressaltou, ainda, que não tem competência técnica para investigar naufrágios.
Ainda de acordo com a Marinha, o órgão especializado no assunto é a Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha (DPHDM), sediado no Rio de Janeiro (RJ). A reportagem entrou em contato com o DPHDM, mas não obteve retorno.
Sem surpresa
Coelho Junior explicou que, por se tratar de um material possível de ser reciclado, essa seria a melhor destinação para os fardos. Ele também disse não ter ficado surpreso com a grande quantidade de fardos encontrados no litoral paulista.
“A supor que eles [objetos] se desprendam em muitos volumes desses fardos […]. Eles vão acabar incidindo no mesmo lugar, não devemos ficar surpresos, mas fica uma dúvida se realmente estão saindo de um desses dois supostos navios, um praticamente confirmado, segundo estudo da Universidade Federal do Ceará, que é o SS Rio Grande afundado em águas profundas entre Paraíba e Rio Grande do Norte”, explicou.
Pacotes misteriosos são encontrados e recolhidos em praias de Ilha Comprida
Relembre o caso
Imagens obtidas mostram a equipe da Fundação Florestal de Iguape, no interior paulista, retirando 16 objetos encontrados nas praias de Ilha Comprida na última quarta-feira (9) e quinta (10) (veja o vídeo acima). Segundo apurado pelo g1, outros cinco pacotes foram recolhidos na sexta (11).
O gestor da Área de Relevante Interesse Ecológico da Zona de Vida Silvestre da Ilha Comprida e membro da Fundação Florestal, Marco Aurélio Oliveira, disse que os objetos recolhidos são como pacotes de borracha. “A gente faz fiscalização na praia inteira, são 74 Km de [extensão]. Eles estavam em diversos pontos”.
“A explicação mais plausível, segundo os estudos indicam, é que esses fardos de látex estavam sendo transportados por navios nazistas, e o que explica a chegada deles ao litoral brasileiro, em especial o litoral do Nordeste, é a corrente Sul Equatorial”, afirmou Coelho Junior.
De acordo com Oliveira, ainda não foi definido o que será feito com os objetos recolhidos. “A gente está recolhendo tudo, trazendo aqui para o escritório da Fundação Florestal de Iguape, que é nosso escritório regional, e vamos aguardar alguma informação adicional dos encaminhamentos que vamos dar para eles”.
Objetos misteriosos foram encontrados nos últimos dois dias nas praias em Ilha Comprida (SP)
Fundação Florestal
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar