Cacique diz que suspeito de estuprar menina indígena vivia na aldeia e faz ‘uso excessivo de álcool’; VÍDEO | Santos e Região

O cacique da Aldeia de Paranapuã, em São Vicente (SP), onde uma menina indígena de apenas cinco anos foi estuprada, revelou que o suspeito vivia no local e faz “uso excessivo de álcool”. O homem também é indígena e tem 20 anos. Ele foi preso após se apresentar na Delegacia de Polícia Sede do município e confessar o crime (veja o vídeo acima).

Conforme reportado anteriormente, o suspeito teve a prisão preventiva decretada pela delegada titular da Delegacia da Mulher (DDM) de São Vicente (SP), Vanessa Herzog, que investiga o crime. Segundo a Polícia Civil, o indígena se apresentou após o ‘cerco’ feito por agentes da corporação em locais frequentados por ele.

Em entrevista à TV Tribuna, emissora afiliada à Rede Globo, o cacique Ronildo Amandios, que esteve com o suspeito na citada delegacia, falou sobre o comportamento do homem. “É um rapaz sempre problemático, que faz uso excessivo de álcool”.

Polícia Civil prende suspeito de estuprar menina em aldeia de São Vicente (SP) — Foto: Reprodução/TV Tribuna

À citada emissora, o delegado assistente da DDM de São Vicente (SP), Lucas Santana, contou que o suspeito cumprirá a prisão temporária de 30 dias e será julgado pela Justiça do Estado de São Paulo.

O delegado assistente também falou sobre como o depoimento da vítima, de apenas cinco anos, foi colhido. “Uma assistente social conversou com ela com todo o cuidado e, a partir daí, [a menina] contou detalhes sobre o que aconteceu, e acabou identificando o autor”.

A menina indígena de apenas cinco anos foi estuprada em São Vicente, no litoral de São Paulo, na Aldeia de Paranapuã.

Os policiais militares foram acionados por funcionários do Hospital Municipal de São Vicente e foram informados que o Serviço Móvel de Emergência (SAMU) socorreu uma criança de cinco anos foi socorrida com sangramento vaginal.

De acordo com o boletim de ocorrência ao qual o g1 teve acesso, as lesões de prática de estupro na menina indígena foram confirmadas pelo médico responsável pelo atendimento.

Indígena de cinco anos foi estuprada dentro de aldeia em São Vicente, SP — Foto: Arquivo Pessoal

A mãe da criança relatou aos policiais que estava em uma reunião na aldeia onde mora e que, após o compromisso, ela foi encontrar a filha na casa de um de seus vizinhos. Quando chegou no local, a menina estava do lado de fora da casa, com marcas de sangue no órgão genital.

Ainda de acordo com o registro, a mãe e o vizinho desconhecem a autoria de crime. O caso foi registrado como estupro de vulnerável na Delegacia de Polícia de São Vicente. A menina foi levada para o Hospital do Vicentino, onde permanece internada.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar