Cachorro que ficou em frente a hospital esperando dono que morreu reencontra antiga família: ‘Emocionante’ | Santos e Região

A história do cachorro que ficou dias em frente a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) à espera do seu dono, que foi internado e morreu no local, teve um final feliz em Guarujá, no litoral de São Paulo. O cão, antes de ser cuidado por esse tutor, havia fugido de casa há cerca de dois meses, e após a história dele ser compartilhada nas redes sociais, a antiga família o reencontrou.

O pet, que estava sendo chamado de Hashiko, na verdade se chama Max. Há cerca de dois meses, ele morava com uma família e tinha saído de casa quando a dona não estava. Desde então, essa família o procurava, mas não havia o localizado.

Nesse meio tempo, o cachorro conheceu o homem que morreu na UPA Rodoviária, por quem esperou por dias em frente à unidade, na esperança de ele sair. O amor e a lealdade do cachorro por esse homem comoveu muitas pessoas, e repercutiu nas redes sociais, fazendo com que a história fosse compartilhada por centenas de pessoas.

Cão permaneceu dias em frente a UPA à espera de dono que morreu, e depois foi resgatado pela equipe do Canil Municipal de Guarujá, SP — Foto: Reprodução/Redes Sociais

E foi após a história viralizar na web que as postagens chegaram até a antiga família do cão. Max, que havia sido resgatado pela equipe do Canil Municipal de Guarujá, e já estava castrado, agora retornou ao antigo lar.

A dona dele, Juzilaine Ricardo do Nascimento, de 28 anos, explicou ao g1 que Max é da primeira cria de uma cachorra que ela tem. E que, além dele, tem outros dois cachorrinhos também filhos dessa cadela. “Eu quis que ela tivesse a primeira cria, e assim que ela ganhou eu a castrei. Em casa, tenho cinco cachorros”, conta.

Na foto, Max quando tinha 2 meses — Foto: Arquivo Pessoal

Juzilaine relata que, há cerca de dois meses, foi viajar, e a mãe ficou na casa dela. “Acho que, em um descuido dela, ele, brincando, acabou indo pela rua e se perdeu. Quando eu cheguei, procurei em vários lugares e não achei. E depois continuamos tentando achá-lo de carro, e nada”, relata.

A jovem e a família chegaram a fazer postagens dele, com o intuito de reencontrá-lo, mas até então não tinha conseguido localizá-lo. Mas, nesta quarta-feira, enquanto acessava as redes sociais, Juzilaine viu a publicação do Canil Municipal sobre o cachorro.

Max ficou muito feliz ao reencontrar família tutora, irmãos e mãe — Foto: Arquivo Pessoal

“Eu vi que era ele, e minha filha também viu. Então, comentei que ele era meu, e que queria buscá-lo, e nesta quinta consegui contato com o canil e fui. Quando minha filha chegou em casa e se deu conta de que ele estava aqui, ela chorou tanto de emoção que soluçava. Foi emocionante. Ela falou ‘mãe, graças a Deus que achamos ele, mas ele está tão magrinho’. E eu falei ‘calma, vamos cuidar dele’. E o Max, quando viu a mãe e os irmãos, ficou muito feliz, foi inexplicável, ele até pulava. Está com uma cara de bem contente”, conta a jovem.

Ao g1, o superintendente de bem-estar animal do Canil Municipal, Júlio Cesar da Silva, de 25 anos, relatou que o pet ficou muito feliz em reencontrar a antiga família. “Nós também ficamos muito felizes, isso nos mostra que estamos no caminho certo”, diz.

Canil Municipal de Guarujá divulgou e comemorou final feliz de cão em Guarujá, SP — Foto: Arquivo Pessoal

VÍDEOS: As notícias mais vistas do g1


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar