Brasileiro recordista mundial de embaixadinhas quer quebrar próprio recorde na Copa do Mundo no Catar | Santos e Região

Além do Ricardinho das embaixadinhas, que já está no Guiness Book, a bola que será utilizada entrará para os recordes, como a mais tocada do mundo, e depois ficará de presente para o Sheik. Ao g1, ele afirmou se sentir ansioso e preparado para os dias 12, 13 e 14 de novembro, período em que fará as embaixadinhas.

“É um privilégio muito grande. Quando você faz dentro do seu próprio país, talvez não seja tão valorizado, mas quando você sai do seu país para representar ele lá fora, é outra vontade e garra. A gente fica naquela expectativa, imagina o mundo inteiro focado ali”, disse.

Ao g1, o recordista explicou que está sendo feita uma estrutura enorme e tecnológica, onde ele fará embaixadinhas sem parar, inclusive, enquanto toma banho, se alimenta, troca de roupa, tênis, e até faz a barba. Durante as 48 horas, Ricardinho terá à disposição acompanhamento médico, fisioterapêutico e psicológico.

Brasileiro desmaia ao quebrar recorde de embaixadinhas por 34 horas seguidas

Brasileiro desmaia ao quebrar recorde de embaixadinhas por 34 horas seguidas

O Ricardinho das embaixadinhas se preparava para subir o maior prédio do mundo, em Dubai, mas teve que adiar assim que recebeu o convite, por meio da equipe brasileira do Sheik, para quebrar o seu próprio recorde na Copa do Mundo. Segundo o recordista, ele não conseguiria aguentar tanto desgaste físico.

“Segundo os médicos e matemáticos, o meu desgaste físico durante as 48 horas será como 103 partidas de futebol ou 98 partidas de tênis, pelo peso da bola e o tempo que vou estar chutando consecutivamente, sem deixar ela cair. É o equivalente como se eu estivesse empurrando três vagões de trens vazios, empurrando com os pés, não chutando, essa é a matemática que eles fazem”, explicou.

Apesar de precisar do físico, Ricardinho afirmou que chega a treinar apenas duas horas por dia “para não passar em branco”, e que o seu foco mesmo é o psicológico, principalmente para os primeiros 30 minutos, onde ele chega a tocar na bola 14 vezes diferentes até encontrar a melhor maneira de seguir durante as próximas 47 horas e 30 minutos.

Ele acrescenta, ainda, que já está embarcando para o Qatar na próxima semana para se acostumar com o fuso horário e com o clima, que, de acordo com o recordista, esses dois itens serão desafiadores.

Ricardo Silva Neves, de 58 anos, que está no Guiness Book, foi convidado pelo Sheik do Qatar para estar na Copa do Mundo — Foto: Arquivo Pessoal

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar