Bertioga inicia desmobilização de ala exclusiva para Covid-19 | Mais Saúde

A Prefeitura de Bertioga, no litoral de São Paulo, iniciou nesta sexta-feira (25) a desmobilização da ala exclusiva para os pacientes infectados pela Covid-19 no hospital municipal. Entre os serviços prestados está o Pronto Atendimento Respiratório e os leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), bem como os de enfermaria.

De acordo com a prefeitura, a ala realizou quase 60 mil atendimentos desde o início da pandemia. Destes, 774 foram em UTI e enfermaria. Os leitos foram instalados em abril de 2020 com o objetivo de garantir o melhor atendimento à população.

“É uma sensação de dever cumprido, além de ser a prova de um SUS que apresenta resultados através de uma gestão que tem investimento e planejamento. Sou muito grata a cada profissional que fez parte dessa história e lutou para combater esse vírus”, disse a secretária de Saúde, Rebeca Barufi, em nota emitida pela prefeitura.

A medida está sendo tomada porque Bertioga não registra internações na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e óbitos por Covid-19 há 34 dias. Já na ala de enfermaria, não há pacientes há 39 dias. De acordo com o boletim epidemiológico desta sexta-feira, três pessoas estão com o vírus ativo na cidade.

Ainda segundo a prefeitura, os pacientes com Covid-19 continuarão recebendo atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Estratégias Saúde da Família (ESFs) e no Pronto Atendimento Municipal. Caso seja necessário, a cidade dispõe de leitos de isolamento. Já os casos de maior complexidade serão atendidos pelos hospitais de referência da região.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar