Bebê tem o corpo queimado durante acidente com água fervente no litoral de SP: ‘Desesperador’ | Santos e Região

A pequena Rayssa Gabrielly de Jesus, de 1 ano e 3 meses, foi internada após ter cerca de 30% do corpo queimado durante um acidente com uma panela de água fervente que caiu. A família, que mora em São Vicente, no litoral de São Paulo, tem pedido ajuda para conseguir alguns itens para ajudar na recuperação da menina, que segue hospitalizada.

O pai de Rayssa, Clayton Marques Nunes, disse, em entrevista ao g1 neste domingo (31), que o acidente ocorreu após a alça da panela que fervia água soltar. “Era uma leiteira, tipo uma panela com duas alças. Uma delas soltou, e virou em cima dela. Foi uma coisa muito rápida, a mãe dela estava coando café, e na hora que virou, a bebê estava embaixo”, descreve o pai.

O acidente ocorreu há cerca de uma semana, na casa da família, no bairro Vila Margarida. Na ocasião, estavam na residência dois tios da menina, a mãe, o pai e o irmão de 8 anos. Clayton estava no quarto e acordou com os gritos de socorro da esposa e dos familiares.

“Eu peguei ela e joguei embaixo do chuveiro. Começou a sair a pele todinha dela. Na hora, entrei em desespero”, relembra Clayton.

Bebê teve o corpo queimado durante acidente com água fervente em São Vicente, SP — Foto: Arquivo Pessoal

O pai chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e a menina foi encaminhada ao Hospital Municipal de São Vicente. Segundo Clayton, ela teve cerca de 30% do corpo queimado, e as queimaduras foram de 3º e 4º graus. Ainda de acordo com o pai, ela precisou fazer enxertos, por conta de algumas dessas queimaduras. Rayssa foi transferida para a Santa Casa de Santos, onde segue internada para recuperação, sem previsão de alta.

Clayton, entretanto, reitera que a filha permanece bem e estável. Ela segue recebendo antibióticos e remédios para não sentir dor. “Foi desesperador, nunca passei por uma situação dessa. O psicológico está muito abalado, ver um filho assim, desse jeito. É horrível, uma situação que você acha que vai perder seu filho. Bate o desespero”, descreve o pai.

Devido ao acidente, a esposa dele, que estava prestando serviços para um restaurante, ficou sem o trabalho. Ele também está desempregado, fazendo trabalhos temporários. Com o acidente, a situação ficou ainda mais complicada para a família. “Estamos com a menina sem condições, ganhando fraldas, roupas, o que precisa eu pego e levo no hospital”, diz Clayton.

A família tem feito campanhas nas redes sociais e alertado que pode buscar doações para levar até a menina, como fraldas, lenços umedecidos e roupas para este período em que ela segue hospitalizada.

VÍDEOS: As notícias mais vistas do g1


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar