Bandidos invadem escola de surfe e furtam 16 pranchas no litoral de SP; VÍDEO | Santos e Região

Um posto de guarda-vidas onde fica localizado um projeto social que ensina crianças a surfar foi invadido e furtado na noite da última quarta-feira (20), em Mongaguá, no litoral de São Paulo. No início da tarde desta quinta-feira (21), a Polícia Militar conseguiu identificar dois suspeitos e recuperar oito de 16 pranchas que foram levadas, além de um bebedouro também furtado.

O caso ocorreu no Posto 2 dos bombeiros, na Avenida Governador Mário Covas Júnior, no bairro Vila Vera Cruz, por volta da 0h. Ao g1, o proprietário da ONG, Julio Cesar Biazus, contou que, por volta das 7h desta quinta-feira, um guarda-vidas chegou ao posto e encontrou a porta de entrada arrombada com um pé de cabra.

Posto onde funciona ONG de surfe foi invadido e 16 pranchas foram furtadas em Mongaguá, SP — Foto: Arquivo Pessoal

“A escola está instalada no local de forma provisória, até que terminemos a reforma da nossa sede. Eles fizeram uma bagunça, inclusive, vandalizaram os equipamentos do Corpo de Bombeiros, como os equipamentos de primeiros socorros”, relata Biazus.

Os bandidos também levaram o bebedouro com purificador da escola, acessórios de surfe e 16 pranchas, de professores e alunos, que podem custar até R$ 4 mil cada. Câmeras de monitoramento flagraram os suspeitos correndo pela Avenida Mário Covas Júnior com pranchas nas mãos. Um vídeo gravado pelos próprios voluntários do projeto também mostra a bagunça que restou após a ação dos criminosos.

Câmeras de monitoramento flagraram os suspeitos correndo por uma avenida com pranchas nas mãos — Foto: Reprodução

A ONG Esporte Vida atende 80 crianças em Mongaguá e 20 em Praia Grande, também no litoral de São Paulo. O projeto vai além dos esportes radicais, trabalhando, também, a inclusão social, a construção de valores e a valorização do esporte. “Hoje, disponibilizaríamos um dia de alegria em pleno feriado, já que, após a aula, nós faríamos um luau para comemorar com as crianças. Mas, aconteceu esse roubo, que acabou com o dia delas”.

Julio afirma que, no início desta tarde, foi chamado pela Polícia Militar, que encontrou parte dos materiais roubados e suspeitos do crime. Os dois homens foram encaminhados à Delegacia Sede de Mongaguá, onde foram autuados em flagrante.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) confirmou o crime, e informou que a PM conseguiu localizar algumas pranchas em um terreno baldio. A Delegacia Sede de Mongaguá solicitou perícia técnica para o local.

Polícia Militar conseguiu recuperar oito pranchas no dia seguinte ao furto em Mongaguá, SP — Foto: Arquivo Pessoal

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar