Baixada em Pauta #87: Traumas e rotina atribulada podem destacar transtornos de personalidade | Baixada em Pauta

Você pode ouvir Baixada em Pauta no g1, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, no Hello You ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o Baixada em Pauta, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.

Conviver em sociedade não é tarefa fácil. Cada indivíduo tem hábitos e características únicas. Mas, muitas vezes acabamos surpreendidos por gestos, comportamentos e ações que podem ser característicos de transtornos de personalidade.

Quando é possível avaliar se determinada atitude não condiz com o momento e as regras da sociedade? Quais sinais apontam que algo não vai bem? Estar em alerta ao que acontece ao redor pode evitar problemas e ajudar quem precisa.

Por isso, o Baixada em Pauta desta sexta-feira (16) recebe o médico psiquiatra Fellipe Miranda Leal. O especialista abordou, principalmente, os transtornos de personalidade e destacou dois principais: o antissocial e o borderline.

Leal disse que o transtorno antissocial tem como característica fundamental um padrão difuso de indiferença. “São aqueles que violam a normas e expectativas sociais sem culpa e sem medo […]. Existe algo um tanto estereotipado, que são os termos que já foram muito utilizados, como sociopata e psicopata. São muito relacionados a sujeitos criminosos ou serial killers, mas [este transtorno] está muito mais próximo do que imaginamos, e não necessariamente são homicidas”, apontou.

Já sobre o transtorno borderline, o especialista explicou que, na prática, esse é o que mais busca assistência. Ele é caracterizado por: instabilidade emocional, sensação de inutilidade, insegurança, impulsividade e relações sociais prejudicada.

Entre os transtornos de personalidade mais comuns estão borderline e antissocial — Foto: Divulgação

O podcast Baixada em Pauta é editado por Aldemar Gonçalves. Apresentação: Matheus Müller.

Matheus Müller apresenta o podcast Baixada em Pauta — Foto: Alexsander Ferraz/A Tribuna Jornal

Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde a gente quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio, a gente acha na internet. De graça.

Dá para escutar num site, numa plataforma de música ou num aplicativo só de podcast no celular, para ir ouvindo quando a gente preferir: no trânsito, lavando louça, na praia, na academia…

Os podcasts podem ser temáticos, contar uma história única, trazer debates ou simplesmente conversas sobre os mais diversos assuntos. É possível ouvir episódios avulsos ou assinar um podcast – de graça – e, assim, ser avisado sempre que um novo episódio for publicado.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar