Ator tem show cancelado e reclama de censura após dizer que cidade é corrupta e tem praias sujas | Santos e Região

A Prefeitura de Guarujá, no litoral de São Paulo, cancelou a apresentação do comediante Léo Lins no Teatro Municipal, alegando que foram detectados problemas nas instalações elétricas do espaço. O comediante, por sua vez, definiu a atitude do município como censura, e afirmou que o cancelamento ocorreu logo após ele postar um vídeo com piadas citando a prefeitura. Léo Lins disse que ainda providenciará um novo espaço para apresentar a atração no fim de semana.

O comediante tinha um show marcado para às 19h do próximo domingo (14), no Teatro Municipal de Guarujá. Mas, segundo a produção de Léo Lins afirmou ao g1, após ele fazer uma postagem em seu canal no YouTube, no último sábado (6), com piadas sobre a cidade, teria recebido uma ligação do responsável pelo teatro afirmando que não gostou do vídeo, e que o prefeito se sentiu ofendido.

“O show estava sendo divulgado e vendendo ingressos há três semanas. Aí, publico um vídeo com piadas citando a prefeitura, e no dia seguinte cancelam o show. É uma censura velada, pois sempre tem um motivo de fachada”, afirmou Lins ao g1.

No vídeo, intitulado ”Léo Lins – O melhor prefeito para Guarujá”, o comediante começa dizendo: “precisamos de mudança, afinal, a prefeitura rouba tanto a população que só de ficar parado na frente dela você corre o risco de ser roubado. É tanto roubo que o número de políticos honestos na cidade consegue ser menor que o número de praias propícias para banho”.

Em seguida, ainda no mesmo vídeo, que dura cerca de quatro minutos, ele faz piadas que remetem à falta de segurança na cidade, a problemas na área da saúde, da educação, no trânsito, sobre alagamentos e construções não finalizadas, tudo de forma satírica. Ele fala, também, sobre o lixo nas praias, e faz uma piada sobre “pessoas feias que vão à praia da cidade”. No final, ele faz a propaganda de seu show no município.

Após o cancelamento, Léo Lins fez um post nas redes sociais alegando que foi censurado pela prefeitura, mas que ainda faria o seu show em outro local da cidade. O humorista informou que a equipe ainda não definiu qual será o outro espaço para a apresentação, mas destacou que, realmente, o show ocorrerá.

“Esse vídeo é uma brincadeira com o município, e as informações quem manda para ele é a própria população, e ele pesquisa tudo antes. O público dele adora, tanto que todos os shows têm esgotado. E o show dele não é político, essa é só uma brincadeira que ele faz antes, inclusive para divulgar o show. No dia que ele soltou esse vídeo, instantaneamente o responsável pelo Teatro Municipal ligou para o produtor local reclamando, dizendo que estava pesado, que se soubesse não teria dado a pauta para ele, e que o prefeito [de Guarujá] ficou chateado”, afirma a produção do comediante.

Ainda segundo a produção, um dia após a reclamação, o diretor do teatro ligou para a equipe do Léo Lins relatando que havia um problema com o gerador do espaço. E, na tarde de domingo (7), teria informado que não havia mais como ocorrer o show no Teatro Municipal.

Sobre o cancelamento, o humorista alega que chegou a oferecer um técnico para solucionar o problema. “Chegamos a oferecer de levar um técnico lá, mas encerraram as conversas, e pelo visto preferem ficar com o gerador quebrado e o Teatro Municipal fechado. Acho que, a partir do momento em que o teatro voltou a funcionar, distribuir pautas e marcar espetáculos, supostamente o local está pronto para receber os shows”, diz o humorista.

Segundo Léo Lins, essa não é a primeira vez que isso acontece com ele. Dois exemplos ocorreram nos anos de 2017 e 2019. Em 2017, o prefeito de São João del Rei (MG) proibiu o humorista de apresentar o show de stand up comedy ‘Bullying arte’ no Teatro Municipal da cidade, após assistir a um vídeo publicado na página oficial do comediante e considerar as piadas ofensivas em relação aos moradores do bairro Tijuco e a políticos aliados do governo.

Em 2019, a Prefeitura de Taubaté (SP) também cancelou a apresentação dele no Teatro Metrópole, por considerar o teor das piadas, mostradas em um vídeo de divulgação do artista, ofensivo à imagem e honra do município, de algumas autoridades e da população.

Em nota, a Secretaria de Cultura de Guarujá refutou as suposições feitas pelo humorista acerca de eventual censura. De acordo com a pasta, ocorre que, em vistorias de rotina, foram detectados problemas nas instalações elétricas do Teatro Municipal Procópio Ferreira, comprometendo e impossibilitando a realização de todo e qualquer evento em suas dependências, até que seja providenciada a devida manutenção.

A prefeitura ainda afirma que, sendo assim, todas as aulas regulares mantidas pela Secretaria de Cultura no local, assim como espetáculos e apresentações marcadas para os próximos dias, estão temporariamente suspensos. Segundo a pasta, assim que for possível, a agenda do teatro será retomada, com o retorno de sua programação convencional.

VÍDEOS: As notícias mais vistas do g1


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar