Arma de fogo, ‘canhãozinho’ e armadilhas usadas para a caça ilegal de animais silvestres são apreendidas no interior de SP | Santos e Região

Dois homens foram localizados pela Polícia Militar Ambiental (PM Ambiental) próximos à uma residência em Barra do Turvo, no interior de São Paulo, com diversos objetos usados para praticar a caça ilegal de animais silvestres, entre eles uma arma de fogo e um ‘canhãozinho’. Os itens foram apreendidos e os homens liberados após prestarem depoimento na Delegacia de Polícia.

Os policiais estavam realizando uma fiscalização no Parque Estadual do Rio Turvo, no Vale do Ribeira, para investigar uma denúncia de caça ilegal. No local, a equipe confirmou a informação ao encontrar um imóvel rural com diversos itens usados na prática irregular.

Armadilha montada tinha o objetivo de prender animais silvestres de pequeno porte — Foto: Divulgação PM Ambiental

A PM Ambiental informou perguntado aos homens quem era o dono da casa, e eles disseram que ser um idoso que não estava naquele momento.

Em vistoria externa do imóvel, os agentes de segurança encontraram uma espingarda calibre 36 municiada. Os policiais deram sequência a ação e encontraram uma trilha ao lado da casa, que levava a uma armadilha e uma arma artesanal do tipo ‘canhãozinho’, que estava municiada com um cartucho de calibre 32.

Espingarda foi localizada no lado de fora da casa — Foto: Divulgação PM Ambiental

Ao g1, a PM Ambiental explicou que esse tipo de armadilha geralmente é usada para pegar animais silvestres de pequeno porte, como gambás, por exemplo.

Os itens foram apreendidos e encaminhados com os dois homens à Delegacia de Polícia Civil da Barra do Turvo. As duas testemunhas deram depoimento e foram liberadas.

Policiais ambientais apreenderam os objetos e encaminharam à Delegacia de Polícia — Foto: Divulgação PM Ambiental

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar